Não vale o quanto pesa: Times mais caros do mundo na lista da Forbes

A Forbes divulgou a lista de 2023 dos 30 clubes de futebol mais valiosos do mundo. Inglaterra lidera a lista, com 12 times marcando presença. Entenda como funciona essa conta.

Fonte: Internet/Reprodução

Na última quarta-feira, 31 de maio, a revista americana Forbes, famosa pelas listas que deixam todo mundo de olho grande, publicou o ranking de 30 times mais valiosos do mundo. 

A Forbes é uma publicação norte-americana, sobre negócios e economia, publicada quinzenalmente, apresentando artigos e reportagens sobre finanças, indústria, investimento e marketing. Sendo o futebol um dos negócios mais rentáveis da atualidade, a coisa não podia ficar de fora. 

Os primeiros da lista? Real Madrid e Manchester United, sendo ambos avaliados em mais de U$ 6 bilhões. Clubes que custam o famoso ‘olho da cara’!

Mais especulação, e menos receita

Apesar daqueles dois iniciarem a corrida na casa dos 6 bi, a média dos envolvidos fica por volta dos US$2,53 bi. 14% mais caros do que a lista de 2022, a qual só contava com 20 equipes.

De acordo com a Forbes, essa valorização dos clubes não está relacionada com a receita gerada por cada time; pelo contrário: a disposição dos investidores de botar mais grana para adquiri-los é o que mais pesa. Em suma: muito mais especulação e capital social agregado, do que exatamente lucratividade.

Valorização: a conta que fecha

A Forbes, como forma de explicar o método para entender a valorização dos clubes, apresentou um índice responsável por calcular o valor estimado de cada equipe, dividindo-o pelo valor apresentado por cada receita. As 20 equipes mais valiosas de 2023 apresentaram média de 5,9. A média do ano passado foi de 4,8. Daí explica-se a valorização.

Por exemplo, se o Manchester United, que está para ser vendido, for arrematado por US$ 6 bilhões, esse valor significará que equivale a 7,7 vezes a receita do time.

Além disso, apesar de Barcelona e Real Madrid serem citados na lista, os clubes ingleses são a grande maioria, sendo quase metade dos 30 citados. Confira a lista:

Os 30 times mais valiosos do mundo:

TimeValor (em US$)País
Real Madrid6,08 bilhõesEspanha
Manchester United6 bilhõesInglaterra
Barcelona5,51 bilhõesEspanha
Liverpool5,29 bilhõesInglaterra
Manchester City4,99 bilhõesInglaterra
Bayer de Munique4,86 bilhõesAlemanha
Paris Saint-Germain4,21 bilhõesFrança
Chelsea3,1 bilhõesInglaterra
Tottenham2,8 bilhõesInglaterra
Arsenal2,26 bilhõesInglaterra
Juventus2,16 bilhõesItália
Borussia Dortmund1,93 bilhãoAlemanha
Atletico de Madrid1,54 bilhãoEspanha
Milan1,4 bilhãoItália
West Ham1,08 bilhãoInglaterra
Inter de Milão1,03 bilhãoItália
Los Angeles Football Club1 bilhãoEUA
Los Angeles Galaxy925 milhõesEUA
Atlanta United850 milhõesEUA
Crystal Palace806 milhõesEUA
New York City800 milhõesEUA
Newcastle794 milhõesInglaterra
Leicester781 milhõesInglaterra
Aston Villa756 milhõesInglaterra
Everton744 milhõesInglaterra
Lyon734 milhõesFrança
Roma724 milhõesItália
DC United700 milhõesEUA
Toronto FC690 milhõesEUA
Austin FC680 milhõesEUA

Siga a Forbes no Twitter e fique por dentro dos rankings mais inusitados:

Colabore com Esporte e Mídia! Queremos ouvir suas sugestões de pauta!

notícias

SBT aproveita covardia da Globo e prepara ofensiva

Astro do MMA troca arenas por Set de filmagem: ‘Um belo dia resolvi mudar’

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Destaques > Não vale o quanto pesa: Times mais caros do mundo na lista da Forbes