Jogo responsável: vício em jogos de azar

As casas de apostas oferecem muitas possibilidades, mas é preciso tomar alguns cuidados ao jogar. Entenda o que é o vício em jogos e como se divertir de maneira responsável!

A expansão dos cassinos online e dos sites de apostas foi benéfica em diversos aspectos: aprimorou a acessibilidade de jogadores do mundo todo aos cassinos, potencializou a economia a nível global e ainda aumentou as possibilidades de jogos e suas variantes. Em contrapartida, a prática de apostar online trouxe sérias consequências negativas – principalmente quando não realizada de maneira responsável e saudável.  

Neste artigo, iremos explicar o que é o vício em jogos, como identificá-lo e o que fazer diante deste transtorno. Ou seja: como efetivamente utilizar o jogo responsável em sites de apostas.  

🎲 O que é a Ludopatia? 

Ludopatia é o termo usado para se referir à dependência de apostar em jogos de cassino online – também conhecido como Transtorno do Jogo. O jogo compulsivo é visto de maneira semelhante ao vício de drogas e álcool e traz prejuízos ao próprio jogador e aos familiares e amigos próximos a ele. 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta sobre os riscos e reconhece a Ludopatia como doença, afetando pessoas saudáveis de forma patológica em diferentes níveis. Isto é, nem todos os jogadores apresentarão o quadro, mas, quando identificado, a intervenção é inevitável. 

💲 Jogo compulsivo 

Em 2017, alguns dados indicavam que cerca de 0,3% da população mundial sofria com o Transtorno do Jogo. No entanto, devido à falta de informação em muitos países, acreditava-se que este número era bem maior. 

Atualmente, todo site de cassino – que opera legalmente – deve apresentar a política de Jogo Responsável. O documento é um informativo sobre a Ludopatia, explicando como tentar evitar, atentar-se aos sinais e procurar ajuda – quando necessário. Os cassinos online sérios e responsáveis levam a saúde mental e financeira do jogador – sempre – em primeiro lugar.   

Estudos demonstram a ligação da prática de apostar com o sistema nervoso central, observando fortemente a presença das sensações de prazer e abstinência quando não há jogo responsável. Além disso, na Ludopatia, o jogador sofre com a memória seletiva, lembrando apenas do sucesso e dos ganhos obtidos. Todas as outras experiências falhas e perdas são ignoradas/esquecidas. Tal comportamento estimula o jogo compulsivo, na tentativa incansável de sentir novamente o êxtase da vitória.   

✨ Quais são os sinais de vício em jogos de azar em adultos? 

Antes de tudo, precisa-se entender de que o vício em jogos pode apresentar diferentes graus e níveis, assim como qualquer outro tipo de dependência. Assim, o perfil do jogador patológico pode variar entre as pessoas que sofrem com o transtorno. No entanto, algumas características podem ser observadas de maneira geral em todos os jogadores patológicos.  

A primeira delas é o comportamento desadaptativo relacionado aos jogos, o qual deve ser persistente e recorrente. Em outras palavras, é uma forma de comportamento diante de uma situação que, a longo prazo, é prejudicial – impactando tanto na saúde mental quanto em qualquer outra área da vida, inclusive na financeira, como ocorre nos casos de Ludopatia. 

A doença não se desenvolve de uma hora para outra – e também não é identificada em episódios isolados. Alguns critérios devem ser atendidos antes de afirmar a presença do transtorno. Por exemplo: jogadores patológicos apostam quantias cada vez maiores, na busca de atingir a satisfação total; apresentam irritabilidade e/ou inquietude quando são interrompidos da prática; não conseguem reduzir e nem controlar o hábito de apostar; mentem para si mesmos e para pessoas próximas para reduzir o seu envolvimento com o jogo; costumam apresentar uma preocupação excessiva com o jogo em diferentes maneiras; e já foram prejudicados em sua vida pessoal e/ou profissional por causa desta prática.  

A análise é feita dentro de um período mínimo de 12 meses e o jogador deve ter, pelo menos, 4 destes comportamentos. Uma outra característica padrão da patologia é a tentativa de recuperar aquilo que foi perdido, sem “permitir” que o jogador pare de apostar – mesmo que envolva riscos bem maiores.  

Quem sofre com a Ludopatia? 

Toda pessoa que aposta em jogos pode sofrer com a Ludopatia. No entanto, no geral, há dois tipos de jogador que têm mais chances de desenvolver a patologia – principalmente aquelas que já têm transtornos mentais e/ou que apresentam outros tipos de dependência. São eles: 

  • Impulsivo e competitivo, inquieto e cheio de energia. Este tipo de jogador costuma acreditar que o dinheiro é problema e solução. 
  • Deprimido e solitário. Os jogos servem como um refúgio dos seus próprios pensamentos e sentimentos de culpa e depressão. 

⚽ Quais são as causas do vício em jogo? 

Os jogos de cassino são desenvolvidos com design gráficos atraentes e efeitos sonoros hipnotizantes. Eles conseguem ativar diferentes áreas do cérebro, oferecendo sensações de bem-estar e satisfação ao jogador.  

A causa do vício pode ser diferente para cada pessoa – da mesma maneira que acontece com outras doenças. Alguns jogadores começam a apostar para afastar o tédio, desestressar-se e até esquecer os problemas, enquanto outros foram apenas experimentar por curiosidade.  

Então, o desenvolvimento da Ludopatia pode ser iniciado em circunstâncias distintas, mas sempre trazendo resultados negativos como qualquer outra patologia. O cuidado é essencial na hora de começar a apostar, mesmo que o jogador se sinta seguro o suficiente e que não irá ter esse tipo de problema. Afinal, o vício está relacionado diretamente ao psicológico e ninguém pode ter certeza do que irá ou não acontecer. 

🎯 Como saber se você tem um problema com jogos de azar? 

O próprio jogador pode perceber que algo não está certo, embora precise de 12 meses ou mais para detectar a doença. Atentar-se aos sinais de vício que comentamos anteriormente e, o mais importante, saber pedir ajuda é fundamental para evitar a Ludopatia.  

Dicas de como jogar com responsabilidade: 

  • Estabelecer um limite de tempo e de dinheiro diário, semanal ou mensal para os jogos 
  • Estar ciente de que a prática é apenas uma forma de entretenimento 
  • Não deixar de fazer outras atividades do dia para ficar apostando 
  • Reconhecer quando está apostando com a emoção ao invés da razão 
  • Saber a hora de parar 

🤝 O que fazer e onde procurar ajuda no Brasil 

Quando o jogador perceber que precisa de ajuda, deverá procurar por órgãos responsáveis. Nos próprios cassinos online, na seção de Jogo Responsável – ou similar -, encontram-se sites de empresas que fornecem esse tipo de assistência, como GamCare, Gambling Threapy e Gamblers Anonymous. No Brasil, há o Jogadores Anônimos, irmandade espalhada por diversas capitais do país e que presta, também, atendimento online. Ainda, psicólogos e clínicas psiquiátricas podem ajudar com o tratamento da doença.  

Como ajudar alguém

Para ajudar um jogador patológico, algumas atitudes mais radicais deverão ser tomadas, como: 

  • Excluir todo e qualquer acesso aos jogos de azar 
  • Estar presente em atividades estimulantes, que reduzem a compulsão, como atividades físicas e hobbies  
  • Ficar à disposição para ouvir os desabafos e reclamações, sem julgamento 
  • Não emprestar dinheiro, mas sim auxiliar na organização financeira  

Estas são algumas das ações que podem ser feitas por familiares e amigos que convivem que o jogador que está doente. O apoio de pessoas próximas é muito importante no tratamento de compulsão, pois é um processo que costuma desencadear emoções negativas. 

❔ Perguntas frequentes sobre jogo responsável

Se ainda estiver com dúvidas sobre a Ludopatia, leia a seção das perguntas mais frequentes sobre o tema que trouxemos abaixo. 

💡 Por que o jogo compulsivo é considerado uma doença?

A prática compulsiva de jogos de azar faz alterações cerebrais e atua da mesma maneira que a dependência em álcool e drogas. O vício resulta em problemas pessoais, sociais e financeiros, fazendo com que o jogador se isole do mundo, seja demitido do trabalho e até perca relacionamentos diante de comportamentos agressivos.

🚩 Como posso procurar ajuda?

Os cassinos online têm uma seção voltada apenas para informar sobre o vício, possíveis riscos e onde encontrar ajuda. Se preferir, o jogador pode entrar em contato diretamente com o suporte para ser direcionado para uma assistência eficaz. Além disso, o auxílio pode ser iniciado dentro de casa, pedindo ajuda para familiares e amigos próximos para dar o primeiro passo no tratamento.

🎰 Quando os jogos de cassino/as apostas se tornam um problema?

A prática torna-se uma doença quando o jogador sofre alterações comportamentais devido à falta de acesso aos jogos, mente para reduzir o seu envolvimento real com as apostas, prejudica-se financeiramente, mentalmente e emocionalmente para conseguir manter a prática, entre outras situações. A Ludopatia não é determinada por um episódico isolado, mas sim diante de comportamentos desadaptativos – relacionados ao jogo – que persistem ao longo de 12 meses ou mais. 

Você está aqui: Início > Aposta Esportiva: como funciona? Guia Completo para apostar online > Jogo responsável: vício em jogos de azar