Ana Thaís tá preocupada! Zaga do Brasil não inspira confiança para a jornalista

Publicado :

A convocação da técnica Pia Sundhage está longe do consenso. Muitos torcedores pediram a experiente Cristiane na lista final. A jornalista e comentarista Ana Thaís ficou preocupada com o sistema defensivo brasileiro, que acredita não ser bom.

Ontem, dia 27 de junho, a técnica Pia Sundhage divulgou a lista de jogadoras convocadas para representar o Brasil na Copa do Mundo feminina, que vai ocorrer no mês de julho na Austrália e na Nova Zelândia. Após o anúncio dos nomes na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a jornalista global Ana Thaís fez uma análise dos nomes da lista e mostrou-se preocupada com aqueles que compõem o sistema defensivo do selecionado brasileiro.

Ana Thaís expressou alguma preocupação com a fragilidade da zaga brasileira em um torneio tão importante como a Copa do Mundo. Embora tenha salientado a força do meio de campo da seleção canarinha, com as presenças de Luana e Ary como excelentes marcadoras, a jornalista da Globo e do Sportv apontou a ausência de zagueiras mais aguerridas e sublinhou também a ausência, no ataque, de mais opções de finalizadoras.

A convocação

A lista final divulgada por Pia não agradou a todos. Também não era se de esperar que fosse de agrado geral, pois cada torcedor tem os nomes ideias na sua cabeça. Pia Sundhage selecionou as jogadoras Antônia, Tamires, Mônica, Kethellen, Bruninha, Rafaelle e Lauren para a defesa. E sofreu críticas da Ana Thaís. Nas redes sociais, as críticas focaram mais ausência da experiente Cristiane e por ter incluída a goleira Bárbara, que não anda em lua de mel com as torcedoras e os torcedores brasileiros.

A Copa do Mundo

A Copa do Mundo feminina terá início no dia 20 de julho, quando a Austrália entra em campo para enfrentar a Noruega e a Nova Zelândia vai enfrentar a Irlanda. A Seleção Brasileira entrará em campo no dia 24, às 8 da manhã (horário de Brasília). A primeira adversária do Brasil será a seleção feminina do Panamá. O Brasil ainda vai jogar com França e Jamaica. Estas equipes fazem parte do Grupo F, um grupo perigoso, com equipes de qualidades bastante semelhantes.

A Copa do Mundo feminina tem crescido muito no interesse do brasileiro, mas não só. Todo o mundo tem se voltado mais a acompanhar esse torneio. A FIFA e as confederações ao redor do mundo, também, começaram a investir mais na divulgação e na difusão do futebol como modalidade feminina. Antes o futebol feminino não era tão prestigiado pelas principais confederações continentais, mas isso vem mudando nos últimos anos.

Espera-se que os índices de audiência e engajamento desta edição superem, e em muitos, as edições passadas. Os países organizadores e a FIFA estão confiantes no êxito do evento. O futebol feminino agradece!

Conhece o Twitter da Seleção Feminina?

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 20 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Destaques > Ana Thaís tá preocupada! Zaga do Brasil não inspira confiança para a jornalista