Show de Anitta na Champions bate a Globo e dá surra na Rihanna

Atualizado :

A apresentação de Anitta na final da Champions League, em Istambul, atingiu a marca de 500 milhões de espectadores ao redor do mundo. Espetáculo teve ainda homenagem a Vini Jr, jogador que tem sido vítima de racismo nos gramados europeus.

Quem era Naninha! A performance de Anitta, ocorrida no último dia 10, para a final da Champions League foi marcada por consagração e viradas de jogo. Isso porque a marca de aparelhos conectados à transmissão na hora do evento bateu a marca de 500 mil espectadores assistindo. É ou não é um novo paradigma na trajetória da cantora? A final aconteceu em Istambul, na Turquia. O Estádio Ataurk se vestiu com as cores do evento para virar palco de uma grande festa, que ainda teve homenagem a Vini Jr.

Pocket Show

A apresentação foi em formato de pocket show, formato bastante utilizado nos torneios esportivos nos últimos tempos. Assim, une-se o útil ao agradável: o artista que participa tem a oportunidade de ser visto e associado a um grande evento; e o evento ganha em publicidade e audiência, uma vez que estrelas da música pop costumam atrair muito mais olhares do que a audiência comum do futebol.

E assim foi feito. A cantora brasileira alcançou recordes de audiência nunca vistos antes numa atração como essa: foram mais de 500 milhões de espectadores ao redor do mundo. No Brasil, o IBOPE alcançou a marca de 10,6 pontos para o SBT, emissora encarregada pela transmissão. Ficou até mesmo em frente a Globo, que registrou 9,6 para o programa de Marcos Mion.

Fonte: Internet/Reprodução

Homenagem a Vini Jr

A performance foi rápida: durou menos de 5 minutos, sendo o tempo de palco compartilhado com o nigeriano Burna Boy e Dj Alesso. A brasileira, ao lado de seus dançarinos, fez história ao apresentar um medley de duas canções famosas. Vestida de azul, fez questão de honrar o nome do jogador do Real Madrid Vini Jr., o qual vem sofrendo ataques de racismo nos gramados espanhóis. Ponto para o Brasil!

Surra no Super Bowl

Vale lembrar que os pocket shows como forma de ‘agitar’ a final é uma ideia consagrada no Super Bowl, maior evento da Liga de Futebol Americano, nos Estados Unidos. Lá, a cada ano uma grande estrela é recrutada para fazer o show do intervalo, e só essa escalação já é motivo de alvoroço, o que garante enorme atenção para o evento. O show desse ano foi marcado pelo retorno da ex-cantora Rihanna aos palcos. Foi uma performance morosa, marcada por mais do mesmo, alcançado 118,7 milhões de espectadores: a segunda maior audiência em toda história do evento.

Com Anitta alcançando meio bilhão em audiência, os números do Super Bowl passam a ser diminutos, se considerarmos a popularidade que o futebol tem, contra o futebol americano.

Como foi a final

Pela primeira vez na história da Champions o Manchester City foi campeão, depois de uma disputa acirrada, a qual terminou em 1 x 0 contra o Inter de Milão. O show de Rodri aos 68´ consagrou a equipe, marcada por uma conquista ainda maior em 2023: é o primeiro time a vencer a Tríplice Coroa: o City não somente venceu a última Champions, como os últimos FA Cup e Premier League! Isso faz de Pep Guardiola o melhor técnico dos últimos tempos.

Veja como foi a performance na cantora em Istambul:

Siga o perfil oficial da Champions no Twitter e fique por dentro das novidades do torneio:

Sugira pautas e notícias as quais gostaria de ver publicadas no nosso site, e ajude o Esporte e Mídia a crescer:

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 13 de Junho 2024

1 comentário em “Show de Anitta na Champions bate a Globo e dá surra na Rihanna”

  1. Estão comparando dois esportes e dois tipos de audiência totalmente diferente. o super Bowl ainda é pequeno demais perto de um campeonato continental.

    Responder
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Destaques > Show de Anitta na Champions bate a Globo e dá surra na Rihanna