Não passa nem agulha no Toba! Presidente da FIFA anuncia comissão antirracista

O presidente da FIFA Gianni Infantino foi pessoalmente até a concentração da Seleção Brasileira, na Espanha, conversar com Vini Jr. Ele anunciou a criação de uma comissão antirracista para avaliar e punir casos de discriminação racial no futebol. Vinicius será o líder da comissão, que conta com a presença de jogadores.

Se depender do Presidente da FIFA, o racismo no futebol acaba hoje. Gianni Infantino anunciou a criação de uma comissão antirracista na estrutura da instituição. Dessa forma, a FIFA agora poderá debater casos e pensar em maneiras de agir de forma efetiva, sem maiores arrodeios ou falta de noção sobre o problema. A comissão será formada também por jogadores, os quais poderão sugerir punições adequadas para os casos onde houver discriminação racial. O nome do líder já foi escolhido: Vinicius Jr.

Visita à concentração

O anúncio foi feito durante uma visita à concentração da Seleção Brasileira na Espanha, que já se encontra treinando para o amistoso do dia 17 contra a Guiné. Em entrevista à Reuters, afirmou:

“Não haverá mais futebol com racismo. Os jogos devem ser paralisados imediatamente quando isso acontecer. Já chega. Convidei Vinicius para liderar o grupo que vai sugerir punições mais severas que serão implementadas por todas as autoridades do futebol no mundo inteiro. Precisamos ouvir os jogadores para saber o que eles precisam para trabalhar em um lugar mais seguro. Estamos levando isso à sério.” disse Infantino.

Téte a Téte com Vini

Infantino afirmou ainda ter sentido uma necessidade de falar com Vini pessoalmente, dada à importância do caso. Ele reconhece que, embora o fato tenha acontecido na Espanha, o problema do racismo é mundial. Fez um apelo generalizado, apelando para a importância da educação através das escolas e de uma consciência social maior. Entende como isso reflete no futebol, onde afirmou categórico que isso não será mais tolerado: “Não dá mais para tolerar, racismo é crime”.

Medidas Legais

A mobilização vem depois de uma chamada coletiva por providências. Num mundo em que a internet e as redes sociais ajudam a escandalizar eventos, a FIFA se viu obrigada a sair de sua zona de conforto e tomar uma atitude. Vale lembrar que há ainda um espetáculo marcado para o mês de março do ano que vem: Brasil e Espanha se enfrentarão num amistoso contra o racismo. Na ocasião, a seleção BR deverá usar uma camiseta preta, em protesto ao ocorrido. Alegórico? Si, pero no mucho.

Siga o perfil oficial da CBF no Twitter e fique ligado nas novidades da Canarinho:

Ajude Esporte e Mídia a seguir crescendo, sugerindo notícias e pautas a serem publicadas no nosso site.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Destaques > Não passa nem agulha no Toba! Presidente da FIFA anuncia comissão antirracista