“Torcedor de Microfone!” Arranca-rabo na Jovem Pan viraliza após jogo da Copa do Brasil

Henrique Neves

Publicado :

Um bate-boca entre jornalistas da Jovem Pan, durante o programa "Canelada", após a derrota do FLA na Copa do Brasil, viralizou. O desentendimento entre Flávio Prado, comentarista, e Rodrigo Viga, repórter, começou quando ambos debatiam a postura de Gabigol após ser substituído. Prado criticou a atitude do jogador, dizendo que ele não fez nada de errado ao responder às vaias da torcida. Viga, por sua vez, rebateu a crítica, dizendo que Gabigol não merecia um aumento salarial.

Caos total! A derrota do Flamengo para o São Paulo, por 1 a 0 na final da Copa do Brasil, no último domingo (17), no Maracanã, causou transtorno dentro e fora do gramado. Além da revolta da torcida, que vaiou os jogadores, com direito até ao técnico argentino chutando as grades do estádio, um arranca-rabo entre jornalistas da Jovem Pan, durante o programa “Canelada”, também chamou a atenção.

Bate-boca

O desentendimento entre o comentarista Flávio Prado e o repórter Rodrigo Viga se iniciou no momento em que ambos discutiam a postura de Gabigol após ser substituído. Prado criticou a postura do atleta, ao dizer que ele não fez nada de errado ao responder às vaias dos torcedores. Viga, por sua vez, rebateu, dizendo que Gabigol não merecia um aumento salarial.

A situação de animosidade crescente entre os jornalistas foi transmitida ao vivo, ganhando repercussão imediata nas redes sociais. O registro em vídeo foi visto por mais de 1 milhão de pessoas no YouTube.

Troca de amabilidades

Com mais uma vez Gabigol no olho do furacão, a discussão se intensificou quando Prado acusou Viga de ser um “torcedor com microfone”.

“Foi você que contestou a minha opinião de maneira grosseira. Eu não contestei a sua porque eu nem presto atenção no que você fala. Você é um torcedor com microfone no ar, eu não sou torcedor. É outra merda que virou a imprensa, torcedor com microfone. Eu quando era repórter, e era bom pra cacete, eu não torcia pra ninguém. Torcedor com microfone é um problema. Você fica chateadinho porque o Flamengo perdeu. Quando tiver trabalhando, não torce”, disse Prado.

Viga respondeu à desqualificação, denunciando a postura de Prado:

“A recíproca é verdadeira. Você tem a sua, e eu tenho a minha opinião. Mas você não pode me chamar de torcedor com microfone porque eu discordo da sua opinião”, rebateu Viga.

O bate-boca foi longo e tragicamente divertido. Não deixa de ser curioso ver os ânimos de profissionais exaltados, quando o assunto é a derrota de um time importante na cultura brasileira. A briga ao vivo terminou com Prado dizendo que Viga teria que caminhar muito para chegar ao seu nível:

“Nosso nível é diferente. Eu sou bom mesmo. Eu espero que você chegue a 1/3 do meu tempo de carreira, tá? E no nível que eu estou”, alfinetou Prado.

Veja a confusão na íntegra:

Retratações e Bola pra frente

Após o episódio e de sua imediata repercussão, os jornalistas se retrataram através das redes sociais. Prado se desculpou com Viga, reforçando que não havia intenção de ofendê-lo, além de reforçar o aspecto de haver passado do ponto. Viga igualmente se desculpou com Prado, reiterando os laços de amizade e que não haveria ressentimentos.

Apesar do clima feio, a discussão entre Prado e Viga elevou a audiência do “Canelada”. De acordo com dados do Kantar Ibope Media, o programa registrou 0,6 ponto de média, o melhor índice da temporada.

Acompanhe notícias da Jovem Pan no Twitter:

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 21 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Destaques > “Torcedor de Microfone!” Arranca-rabo na Jovem Pan viraliza após jogo da Copa do Brasil