Fake News ou Babaquice? Tiago Leifert fala demais sobre tragédia e é obrigado a se retratar

Publicado :

Ô Língua! Tiago Leifert é vítima novamente da mania de emitir opinião. Dessa vez, participou de um podcast no qual afirmou levar informações em primeira mão sobre a morte de uma torcedora num jogo entre Flamengo e Palmeiras. Segundo Tiago a torcedora havia ido para arranjar confusão, e que não pretendia entrar no estádio. Desmentido, foi obrigado a pedir desculpas. Acompanhe aqui.

Ninguém é melhor do que ele em meter os pés pelas mãos! Tiago Leifert foi vítima, mais uma vez, das próprias palavras, e da mania de sair emitindo opinião por aí. A última polêmica, relacionada à morte da torcedora do Palmeiras, Gabriela Anelli, colocou-o novamente em maus lençóis. Isso porque Titi havia dito, sem nenhuma confirmação dos fatos, de que a vítima era membro da Mancha Verde, e que havia ido para o estádio arrumar confusão.

Quem fala o que quer…

…Ouve o que não quer. Tiago fez uma participação no podcast ‘3 na Área’, e na ocasião repercutiu o ocorrido com a torcedora. Aferrado aos ‘fatos’, abriu a boca com toda certeza do mundo para dizer que, segundo a polícia militar, a falecida era membro de torcida organizada, e que havia se metido numa briga ao atacar torcedores do Flamengo. Ainda foi capaz de afirmar que ela não pretendia entrar no estádio, que estava do lado de fora para fazer arruaça, e “bater nas pessoas que passam”. Para Tiago, esse é um movimento comum em jogos importantes.

Desculpas passivo-agressivas

Leifert foi rapidamente desmentido, uma vez que o próprio Boletim de Ocorrência da tragédia afirmava coisas distintas, como por exemplo o local onde a torcedora estava quando foi atingida pelos estilhaços de vidro que ocasionaram a sua morte. Preocupado com a repercussão na internet, foi novamente a público pedir desculpas pela bobagem dita. No entanto, as suas palavras não convencem. Tiago, sempre na defensiva, pede perdão “antes que tome uma proporção maior do que merece”, e segue o fio da meada, muito mais interessado em pautar os pontos em que ‘não estava errado’, do que em admitir a grande falha.

Por fim, Leifert chega a insistir no ponto de que a jovem era pertencente a uma torcida organizada, e que pessoas que fazem isso assumem o risco de entrar em um conflito, sendo essa a maior razão para que existam tragédias nos estádios, segundo ele.

Considerações Gerais

Falas como as de Tiago são extremamente comuns. Na ânsia de defender um lado, é comum que as pessoas acreditem em fatos, e repitam mentiras como se fossem verdades. É irônico vê-lo afirmar que as fake news contadas seriam de acordo com “a polícia militar”, mesmo sem sequer haver lido o B.O. 

O que precisamos observar, no entanto, é o peso das palavras, e o quão público é o profissional que se propõe a sair falando o que pensa. Leifert, que constantemente alega “perseguição” e “má fé” por parte da imprensa, precisa ter noção dos seus privilégios, e que as pessoas irão, sim, cobrá-lo pela responsabilidade das coisas ditas.

Veja os referidos trechos: o momento em que a fake new é contada, e o momento das desculpas do apresentador.

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 24 de Julho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Destaques > Fake News ou Babaquice? Tiago Leifert fala demais sobre tragédia e é obrigado a se retratar