Quem fala o que quer… Diniz solta os cachorros após eliminação do Flu e Casagrande rebate: “Arrogância sem tamanho”

Atualizado :

Casagrande critica Diniz por postura após eliminação do Fluminense no Carioca. O técnico teria "transferido a responsabilidade" e mostrado "arrogância" ao atacar a imprensa, segundo o ex-jogador.

O comentarista Walter Casagrande detonou a postura do técnico Fernando Diniz após a eliminação do Fluminense para o Flamengo nas semifinais do Campeonato Carioca. Em sua coluna no UOL Esporte, Casagrande acusou Diniz de “arrogância” e “falta de equilíbrio”.

Na entrevista coletiva após o empate sem gols no Maracanã, que decretou a eliminação do Fluminense, Diniz criticou a cobertura da imprensa sobre o time e disse que alguns jornalistas “não são tricolores de verdade”.

Transferências de responsabilidade

Casagrande rebateu as críticas de Diniz e afirmou que o treinador “projetou a sua responsabilidade para algo que não deu certo nos outros”. “Dizer que quem o critica é um ‘falso tricolor’ é de uma arrogância sem tamanho”, declarou Casagrande.

“Projetar é quando alguém começa a transferir a sua responsabilidade para algo que não deu certo nos outros. Foi o que Fernando Diniz fez na sua coletiva, atacando a imprensa, como se ela fosse responsável pelas suas escolhas erradas que o campo mostrou”, disse Casão.

Falta de equilíbrio

A postura de Diniz dividiu a torcida do Fluminense. Alguns concordam com as críticas de Casagrande, enquanto outros defendem o treinador. Quem não está dividido é Casagrande, que também criticou a falta de equilíbrio de Diniz.

“Ele não consegue ser equilibrado quando sai da sua zona de conforto e, nesses momentos, dispara sua agressividade para todos os lados sem respeitar ninguém”, falou.

Jejum de clássicos

Diniz é conhecido por seu estilo de jogo ofensivo e por ter lançado jogadores importantes para o futebol brasileiro. Apesar de ter conquistado a Libertadores, Diniz não vence um clássico há 13 jogos. A última vitória foi contra o Flamengo na final do Carioca de 2023.

A diretoria do clube ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas, a tirar pelo passado vitorioso, é possível dizer que seu cargo não corre perigo. O Fluminense terá a próxima oportunidade de quebrar o tabu no final de abril, quando encara o Vasco, pela 3ª rodada do Brasileirão Série A.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > Quem fala o que quer… Diniz solta os cachorros após eliminação do Flu e Casagrande rebate: “Arrogância sem tamanho”