Fim da identidade? RMP diz que aumento de estrangeiros é “a morte do futebol brasileiro”

Publicado :

Renato Maurício Prado critica aumento de estrangeiros no Brasileirão, chamando-o de "a morte do futebol brasileiro". Medida da CBF gera debate sobre impactos no esporte nacional.

A decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de aumentar o limite de jogadores estrangeiros por equipe no Brasileirão gerou polêmica. O jornalista Renato Maurício Prado, conhecido como RMP, criticou fortemente a medida, chamando-a de “a morte do futebol brasileiro”.

A medida da CBF ainda está sendo debatida e pode ter impactos significativos no futebol brasileiro. O aumento do número de estrangeiros pode trazer benefícios em termos de qualidade técnica, mas também levanta preocupações sobre a valorização dos jogadores brasileiros e a identidade do futebol nacional.

Fim do campeonato brasileiro?

Segundo RMP, a presença de mais estrangeiros nas equipes vai reduzir as oportunidades para os jogadores brasileiros e enfraquecer o futebol nacional. Ele argumenta que isso pode transformar o campeonato brasileiro em algo mais parecido com um campeonato castelhano

Nesse campeonato, nota-se a presença de jogadores de outras nacionalidades que, segundo ele, não seriam tão bons quanto os brasileiros. Para ele, o limite anterior de cinco estrangeiros era mais adequado.

“É o início da morte do futebol brasileiro. Nove estrangeiros no time, não vai ser mais campeonato brasileiro, vai ser campeonato castelhano, porque vai ter boliviano, equatoriano, que não vão ser nem grandes jogadores, vão ser jogadores bonzinhos, e vão simplesmente tirar lugar dos jogadores brasileiros”, disparou RMP.

Mercado desigual: estrangeiros mais baratos

O comentarista também alertou para o risco de os clubes brasileiros optarem por contratar estrangeiros mais baratos em detrimento dos jogadores brasileiros, o que, na sua opinião, seria prejudicial para o desenvolvimento do futebol no país.

“Os brasileiros bons, insisto, esses vão para Europa, mas tem muito brasileiro que joga bola aqui e que vai ser escanteado, porque você vai no Uruguai e contrata um bom jogador uruguaio pagando muito menos do que você paga para os bons brasileiros aqui. Eu acho isso o fim do mundo, eu sou completamente contra essa ideia”, complementou o comentarista.

Times brasileiros com mais estrangeiros

Atualmente, o Athletico Paranaense é o time com o maior número de jogadores estrangeiros em seu plantel, com um total de 10. Botafogo, Fortaleza e Internacional vêm em seguida, com nove estrangeiros cada.

Logo em seguida, vem o Fortaleza com 8. Corinthians, São Paulo e Flamengo completam o top 8 com 7 estrangeiros cada. A presença de jogadores estrangeiros suscita debates, sobretudo depois da mudança no regulamento divulgada pela CBF.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > Fim da identidade? RMP diz que aumento de estrangeiros é “a morte do futebol brasileiro”