Olympique de Marseille nega acordo com a Superliga: o que disse o clube?

O Olympique de Marseille reafirmou sua oposição à Superliga após Joan Laporta mencionar sua adesão. Pablo Longoria negou o acordo e confirmou a recusa do clube. Laporta citou vários clubes envolvidos, gerando desmentidos de alguns. A UEFA enfrenta críticas, enquanto a Superliga busca se consolidar, desafiando a hegemonia do futebol mundial.

Nas últimas horas, o Olympique de Marseille reafirmou sua posição de oposição às propostas da Superliga. Suas declarações surgiram depois de Joan Laporta ter citado o clube francês como um dos que aceitaram aderir à competição. Esse fato gerou muita polêmica no clube francês.

Na época, uma decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia, proferida no final de dezembro, abriu a possibilidade de reativação dos planos da Superliga. No entanto, essa decisão levou vários clubes a manifestarem publicamente sua oposição ao projeto renovado. Até então, o Olympique tinha reafirmado sua posição.

Negou burburinhos de acordo

Pablo Longoria reafirmou a posição do clube e negou acordo com as competições europeias. O Olympique de Marselha emitiu um comunicado após as declarações do presidente. Desde o início, o time celeste mostrou relutância em participar da Superliga. Além disso, confirmam que não participarão no futuro.

Por outro lado, Laporta enumerou vários clubes que aderiram à Superliga. Referiu equipes como o Inter de Milão, o AC Milan, o Nápoles, a Roma, o Marselha, o Benfica, o Porto, o Sporting, o Ajax, o Feyenoord, o Ajax, o PSV, o Anderlecht, o Club Brugge e todos os clubes espanhóis, com exceção do Atlético de Madrid.

Ao mesmo tempo, outros clubes negaram sua participação no torneio. Seus dirigentes vieram a público desmentir as palavras de Laporta. Roma, Ajax, Feyenoord e Marselha também emitiram declarações sobre o assunto. Existe uma grande divisão na Europa em relação ao torneio. Os clubes fundadores prosseguem com sua campanha.

Olympique de Marseille com a UEFA? Superliga envia um aviso

Apesar da declaração do presidente do Marseille negando seu envolvimento, Longoria não declarou que era a favor da UEFA. O órgão máximo do futebol do velho continente aplicou medidas legais contra os clubes da Superliga. Além disso, concebeu um novo sistema de competição para a próxima temporada.

Há alguns dias, o A22 enviou uma carta à Federação Europeia de Futebol, manifestando sua “profunda preocupação com o comportamento da UEFA em relação às suas iniciativas”. Nas declarações dos diretores, acusam diretamente o organismo que rege o futebol europeu.

Em seus comunicados emitidos, exigem que o organismo e qualquer um de seus filiados ponham termo às suas práticas anticoncorrenciais. Simultaneamente, afirmam que a Superliga continua caminhando para se tornar uma realidade. Acrescentam que pretendem acabar com a “hegemonia” da principal competição de clubes do mundo.

 

 

Acompanhe no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Champions League > Olympique de Marseille nega acordo com a Superliga: o que disse o clube?