Em sua estreia no peso-galo, Deiveson Figueiredo domina adversário no UFC, mas diz: “Estou um pouco triste”

No UFC realizado em Austin, Texas, Deiveson Figueiredo estreou na categoria peso-galo com uma vitória convincente sobre Rob Font. O poder de fogo nas mãos, aliado com uma boa movimentação e uma luta estratégica, garantiram a vitória do brasileiro na decisão unânime dos juízes. Apesar da atuação dominante, o ex-campeão do peso-mosca brincou dizendo que estava triste por não ter proporcionado o "show da noite". Com essa vitória, o pareaense reafirma sua presença no peso-galo e agora vai em busca ao cinturão da nova divisão.

Após muitas especulações, no último sábado, 2 de dezembro, o ex-campeão peso-mosca Deiveson Figueiredo fez sua estreia na categoria peso-galo do UFC, no evento realizado em Austin, Texas (EUA). Se havia dúvidas sobre a atuação do brasileiro na nova categoria, ele fez questão de tirar todas elas. Enfrentando o duro Rob Font, o Deus da Guerra venceu e convenceu, entregando uma performance impressionante.

A luta: vitória inquestionável

O combate começou morno, com os dois lutadores se estudando bastante. Porém, já nas primeiras trocas de golpes, deu pra ver que o poder de fogo do brasileiro se manteve na nova categoria. No primeiro round, Figueiredo aplicou duas quedas estratégicas e conectou golpes precisos, equilibrando o confronto.

No segundo round, o Deus da Guerra voltou mais solto. Achou a distância e usou de sua movimentação ágil para entrar e sair do alcance do adversário, acertando mais do que era acertado. O terceiro e último round seguiu a mesma toada, com Deiveson levando vantagem.

Aos 3m20s, o brasileiro conectou um cruzado de direita no queixo de Font que quase encerrou o combate. Faltando pouco mais de dois minutos para o fim do round, aplicou uma queda e se manteve na posição dominante até as badaladas finais, garantindo uma vitória convincente na decisão unânime dos juízes.

“Estou um pouco triste”

Apesar da vitória dominante, o lutador surpreendeu ao dizer, na entrevista pós-luta, que estava triste, pois não tinha proporcionado o espetáculo da noite. Apesar disso, afirmou que pertence ao peso-galo e não pretende sair de lá tão cedo.

“Eu estou um pouco triste, porque eu acho que não dei o show da noite hoje. Deveria ter mais trocação, o que vocês acham?”, brincou o paraense.

Apesar da declaração do brasileiro, quem tem motivos para ficar triste é Rob Font. Com a derrota, o porto-riquenho se distancia momentaneamente do sonho de disputar o título e acumula seu quarto revés em cinco desafios.

Chegou e sentou no sofá

Vale lembrar que o brasileiro enfrentou o mexicano nas suas últimas quatro lutas, tornando-se, junto com Moreno, os primeiros lutadores a lutarem entre si quatro vezes consecutivas dentro do UFC. Encerrando seu legado nos moscas, o brasileiro, aos 35 anos, acumula um impressionante histórico de nove nocautes e oito finalizações com um cartel de 22 vitórias, três derrotas e um empate.

Com a vitória sobre Rob Font, Deiveson Figueiredo não apenas celebra sua estreia vitoriosa nos pesos galos, mas também sinaliza sua disposição e posição confortável na categoria. Agora, o “Deus da Guerra” almeja conquistar o cinturão na nova divisão. A sua atuação dominante mostrou que ele vai dar trabalho na nova.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Arte Marcial > MMA > Em sua estreia no peso-galo, Deiveson Figueiredo domina adversário no UFC, mas diz: “Estou um pouco triste”