Diniz quer ‘criar vínculos’ com a Seleção e reafirma suspeitas de Panelinha na convocação

Publicado :

Fernando Diniz, que assumiu a seleção brasileira interinamente para as próximas duas rodadas das eliminatórias para a Copa do Mundo, chegou a Belém na segunda-feira para os compromissos. Agora, ele terá que se reunir com os jogadores e comandar os treinos até os jogos contra Bolívia e Peru, justificando assim a sua escolha para o cargo.

Fernando Diniz chegou a Belém do Pará na madrugada desta segunda-feira (04), para assumir o comando da Seleção Brasileira nas próximas duas rodadas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026. O treinador interino se apresenta à imprensa na tarde de hoje, e comandará os primeiros treinos na terça-feira (05/09). A Seleção enfrentará a Bolívia no dia 09, no Mangueirão, na capital paraense, e o Peru no dia 12, no Estádio Nacional, em Lima.

Agenda corrida

Até o dia do jogo, Diniz conta com uma agenda apertada. Além de se apresentar à imprensa e comandar o treinamento, ele também terá que se reunir com os jogadores para traçar a estratégia e entender os rivais Bolívia e Peru. A expectativa, entretanto, é a melhor:

“A sensação é de extrema alegria, algo muito almejado. É um prazer muito grande poder servir a seleção, uma honra sem igual. A gente espera fazer o melhor possível para a seleção brasileira. Temos a melhor matéria prima do mundo e espero que a gente faça de fato um grande trabalho junto – disse Diniz.”

Os primeiros jogadores a chegarem à concentração na Cidade das Mangueiras foram Raphael Veiga, Lucas Perri, André e Nino, todos do Fluminense. Os demais jogadores, que atuam na Europa, chegarão ao Brasil no fim da segunda-feira.

Panelinha

Apesar das críticas relacionadas ao fato de Diniz haver escolhido um volume grande de jogadores com os quais está habituado, sendo estes do próprio Fluminense ou velhos conhecidos, sua chegada à Seleção parece ter sido acertada. Ainda que haja nomes empolgantes de fora da lista, esta parece ter atendido às expectativas de grande parte dos brasileiros. Mais importante do que isso, o treinador mantém o Flu ativo nos campeonatos dos quais participa e parece comprometido a estabelecer vínculos reais com os convocados

“Acho que a primeira coisa é criar vínculos com os jogadores o mais rápido possível, estabelecer boas relações e implantando a parte tática, no dia a dia, pouco a pouco aproveitando o tempo que a gente tem. É pouco tempo, mas é tempo… Então, a gente tem que saber aproveitar em todas as frentes.”

ExpecNeytivas

A maior expectativa para os jogos contra a Bolívia e o Peru é a presença de Neymar. O atacante do Paris Saint-Germain não joga pela Seleção desde a eliminação para a Croácia na Copa do Mundo de 2022, por conta de lesões que o mantém afastado dos gramados até o presente momento. Vale lembrar que a convocação feita por Diniz incomodou o treinador português Jorge Jesus, técnico do Al-Hilal, nova casa do Menino Ney no Oriente Médio. 

Acompanhe no Twitter:

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 12 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Últimas Notícias > Diniz quer ‘criar vínculos’ com a Seleção e reafirma suspeitas de Panelinha na convocação