Demissão de Jornalista da Globo por participar de evento da CBF polariza relação entre as entidades; entenda

Amanda Alvarez

Atualizado :

A demissão da jornalista Lívia Torres, por haver apresentado um evento da CBF sem comunicar à Rede Globo gerou bastante incômodo nos meios de comunicação. Agora, tem-se um clima tenso entre as entidades, que mantém um vínculo estreito de parceria para os anos seguintes.

Pegou mal, Dona Globo! A demissão sumária da jornalista Lívia Torres, conhecida por suas matérias de rua na cidade do Rio de Janeiro, repercutiu bastante nas redes sociais e nos veículos de imprensa. O motivo se deu por conta da mesma ter encabeçado o sorteio das semifinais da Copa do Brasil, torneio do qual a própria Rede Globo detém os direitos de transmissão com exclusividade para todo o Brasil.

Encontre o erro 

Segundo o regulamento interno da empresa, um jornalista não pode participar remuneradamente de eventos que não sejam da própria casa. Essa é uma regra bastante complicada, se considerarmos a política de baixos salários adotada pela mesma nos últimos tempos. Além disso, fontes internas afirmam que essa regra não se aplica a todos, havendo recorrência de ‘vista grossa’ para inúmeros casos nos quais jornalistas podem aproveitar para fazer ‘um extra’.

Interninhas

Segundo informações do UOL, Lívia foi selecionada para atuar em eventos do gênero na entidade porque já havia deixado claro seu interesse em fazê-lo, tendo ficado assim, no radar. Não houve comunicação entre a CBF e a direção da editoria Rio da Globo, onde Lívia trabalhava. A jornalista tornou-se célebre por coberturas de rua, que acabaram viralizando e chegando à rede nacional muitas vezes. 

Quando a CBF precisa de alguém do Esporte da Globo, o procedimento padrão é solicitar a liberação de um apresentador ou comentarista por meio da direção. Como Lívia trabalhava em outro setor, ela deveria ter solicitado à empresa, mas isso não aconteceu. O resultado foi uma demissão dramática, que deixou a todos surpresos. 

Negócios a parte

A emissora já falou que não irá se pronunciar sobre o caso. Lívia Torres tampouco veio à público comentar, preferindo manter a discrição de jornalista.

Com um recado mandado de forma bem clara, sacrificando uma profissional extremamente carismática de seu quadro, Globo e CBF agora vivem um clima um bastante tenso, mas que não pode ser desfeito. 

A Globo é a detentora dos direitos de transmissão da Copa do Brasil e recentemente fechou um contrato com a CBF para transmitir os jogos da seleção nas Eliminatórias até a Copa de 2026. Além disso, o canal também adquiriu os direitos de transmissão da Libertadores para TV aberta em uma concorrência realizada pela Conmebol. Isso significa que a Globo terá uma ampla cobertura de jogos de futebol importantes nos próximos anos. 

Veja a repercussão no Twitter:

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 18 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Últimas Notícias > Demissão de Jornalista da Globo por participar de evento da CBF polariza relação entre as entidades; entenda