Vigiar e Punir: Jornalista da Globo é demitida por justa causa ao apresentar sorteio da Copa do Brasil

Quem entende a Dona Globo? Enquanto alguns artistas e profissionais são tratados a pão-de-ló, outros lidam com um esquema trabalhista de fazer inveja a qualquer Brasil Colonial. Vejamos a última situação nonsense: no dia 17 de julho a CBF organizou o sorteio das semifinais da Copa do Brasil, evento que a emissora possui os direitos de transmissão. Para apresentar o sorteio, a jornalista Lívia Torres foi recrutada. E demitida.

Demissão por justa causa

Contratada pela emissora há 14 anos, Lívia Torres era um dos destaques da editoria Rio, com inúmeras incursões em rede nacionai, através de suas reportagens. De acordo com as normas da empresa, estipuladas em regulamento, não é permitido que seus jornalistas apresentem eventos externos remunerados.

Baixos Salários

A Rede Globo informou que não comenta assuntos internos, relacionados a demissões ou eventuais processos. O grande problema aqui é o fato da Copa do Brasil ser um evento transmitido com exclusividade pela própria Globo, não fazendo nenhum sentido a demissão sumária da jornalista. 

Segundo fontes, há um movimento forte de profissionais do jornalismo e esporte da Globo, pedindo que sejam revistas essas regras. São reclamações e pedidos de liberação, uma vez que o canal adotou a política dos baixos salários: se vai pagar pouco, é melhor deixar que o profissional se vire para complementar sua renda, não?

Veja a repercussão da demissão na internet, através das redes sociais:

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > Vigiar e Punir: Jornalista da Globo é demitida por justa causa ao apresentar sorteio da Copa do Brasil