Aclamada pelo ódio: Ana Thaís Matos fala abertamente sobre impopularidade na rede

Em entrevista à revista 29Horas, a comunicadora Ana Thaís Matos, da SporTV, abriu o jogo sobre o que pensa a respeito da onda de ódio com a qual costuma lidar na internet. Contratada como comentarista esportiva, a profissional precisa lidar com o machismo e o desrespeito para exercer seu trabalho.

Ninguém disse que seria fácil. Mas dureza pouca é bobagem para o que Ana Thaís Matos enfrenta no seu dia a dia. A comunicadora de 38 anos, atualmente atuando como comentarista esportiva do Grupo Globo (com maior foco nos produtos da SporTV), a loira concedeu uma entrevista a Revista 29Horas, no qual falou abertamente sobre o tratamento que costuma receber.

Haters, os odiadores virtuais

Quando perguntada sobre o ódio presente na internet direcionado ao seu trabalho, Ana Thaís revelou não se importar. Para ela, os ‘haters’, como são chamadas as pessoas que disseminam raiva e desinformação nas redes, precisam mais dela, do que ela a eles. Isso se daria porque, segundo a mesma, a opinião dela seria muito mais valiosa para quem precisa de insumos ao destilar ódio na internet. Consequentemente, a opinião dos outros se torna irrelevante para ela, que ainda recebe um salário pela função de comentarista.

No entanto, algo a incomoda: afirmou achar “bizarro” o tratamento que a mídia sensacionalista dispensa à sua pessoa.

Referências

Consciente de que o trabalho como comentarista esportiva pode ser temporário, sobretudo por lidar constantemente com a repercussão de suas opiniões impopulares, Ana Thaís afirmou que pretende voltar às reportagens em algum momento da sua carreira. Para ela, Fátima Bernardes é uma referência e fonte de inspiração:

“Perdi o contato com todas as minhas fontes quando comecei a atuar como comentarista. Não faz sentido eu ligar para uma pessoa cujo desempenho eu eventualmente vou criticar na TV. Me espelho em Fátima Bernardes, a maior comunicadora do país e a maior camaleoa. Uma mulher que teve a coragem de mudar”

 Vale lembrar que Fátima Bernardes esteve anos a frente do Jornal Nacional, da Globo. Mas radicalizou ao topar apresentar um programa de variedades matutino, e agora inova mais uma vez no comando de um reality show de calouros na mesma emissora.

‘Mijou no poste’

Ainda na mesma entrevista, quando perguntada sobre a presença de mulheres no setor esportivo da empresa, a profissional fez a linha contente, mas não deixou de “mijar no poste”, reclamando o lugar de vanguarda do segmento:

“Quando eu cheguei na Globo, estava sozinha. Hoje somos várias! Precisamos seguir ampliando a nossa participação, mas a gente também tem de celebrar o que conseguimos e curtir o momento”

 Será mesmo que as coisas são as mil maravilhas por lá?

Pra você Ana Thaís é uma profissional…

Veja o perfil no Twitter da SporTV e acompanhe todas as novidades do mundo dos esportes:

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > Aclamada pelo ódio: Ana Thaís Matos fala abertamente sobre impopularidade na rede