Anunciado pelo Grêmio, Diego Costa recusou o Palmeiras por causa do gramado sintético

Diego Costa, jogador de futebol, teve breve passagem pelo Botafogo em 2023. Evitou grama sintética devido a lesões no joelho. Com sondagem de times como Palmeiras e Athletico-PR, Optou pelo Grêmio até 2024, preferindo gramados naturais.

Diego Costa, centroavante experiente, teve uma passagem breve pelo Botafogo no segundo semestre de 2023, marcando apenas três gols em 15 jogos. No entanto, sua contratação quase foi impedida devido à sua aversão ao gramado sintético do Estádio Nilton Santos.

Seu empresário, Amaury Nunes, revelou que Costa evita atuar em superfícies sintéticas devido ao risco aumentado de lesões, especialmente para jogadores com histórico de problemas no joelho, como é o caso do jogador de 35 anos.

E o Botafogo?

Apesar disso, Diego Costa aceitou o desafio de jogar pelo Botafogo por ser uma oportunidade curta e também como um favor ao então técnico Bruno Lage, com quem já havia trabalhado no Wolverhampton.

“O Diego tem uma questão que ele não gosta de jogar em grama sintética. Ele aceitou esse desafio do Botafogo porque era um desafio curto, ele queria ajudar o Luís Castro (Bruno Lage), que ligou para ele, foi treinador dele antes. Foi um pedido do treinador, porque o Tiquinho tinha se machucado, e o compromisso dele foi vir para ajudar, dar o melhor que ele podia e ele realmente ajudou” disse Amaury.

Recusou o Palmeiras!

Embora clubes como Palmeiras e Athletico-PR também tenham demonstrado interesse em contar com os serviços do atacante, Diego Costa optou por assinar contrato com o Grêmio até o final da temporada 2024, pois os clubes citados possuíam gramado sintético.

“Alguns times que tiveram conversas, interesse, mas nada se concretizou, foram Palmeiras e Botafogo e depois o Athletico-PR, os três de grama sintética. Ele fica com um pé atrás, de verdade”, finalizou o empresário em entrevista a canal do YouTube de Jorge Nicola.

Gramado sintético e a saúde dos atletas

Essa preferência de Diego Costa por gramados naturais reflete uma preocupação legítima com sua integridade física e sua capacidade de desempenho em campo, especialmente considerando seu histórico de lesões no joelho.

Essa notícia reacende o debate em torno do gramado sintético e os riscos para a saúde dos atletas. Vale lembrar que o Allianz Parque, a casa do Palmeiras, se encontra neste momento interditado devido às condições inadequadas do gramado, que é sintético.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Brasileiro > Brasileirão Série A > Anunciado pelo Grêmio, Diego Costa recusou o Palmeiras por causa do gramado sintético