“De volta para minha terra”: Claudio Bravo diz que joga até de graça no Chile

O goleiro chileno Claudio Bravo, aos 40 anos e com contrato até junho de 2024 com o Real Betis, prepara sua despedida da equipe. Após seis meses com Pellegrini, ele está aberto a opções que o façam sentir-se "amado e valorizado", incluindo a possibilidade de retornar ao Chile. Em entrevista à TNT Sport Chile, Bravo expressou disposição para jogar gratuitamente se sentir amor e valorização. Com lesão muscular recente, Bravo pode continuar no Betis ou considerar propostas de clubes chilenos. Seu contrato gera €580.000 anuais. Possível retorno ao Colo Colo anima o futebol chileno.

O goleiro chileno prepara sua despedida da equipe verde e branca.

Claudio Bravo tem contrato com o Real Betis até junho de 2024. Após esses seis meses com a equipe de Pellegrini, o jogador estará aberto a qualquer opção em que se sinta “amado e valorizado”. Para seus 40 anos, o goleiro do Heliópolis está atento à sua saída.

O ex-goleiro do Barcelona sofreu uma lesão muscular em novembro, que o afastou dos gramados. Embora ainda tenha algumas semanas para se recuperar, Claudio já está pensando em seu futuro no final da temporada.

 

Nenhum ultimato

Em entrevista à TNT Sport Chile, o goleiro chileno garantiu que não fecha a porta à possibilidade de voltar a jogar em seu país natal. Claudio Bravo não joga pelo Chile desde que atuou pelo Colo Colo em 2006, até ser transferido para a Real Sociedad por 1,20 milhões de euros.

“Meu contrato com o Betis termina em junho e veremos o que acontece a partir daí. Sinto-me preparado até junho e não me faltarão opções para regressar ao meu país. Onde quer que eu vá, tentarei fazer o mesmo que fiz durante muitos anos”, disse o chileno.

O jogador de Viluco acumula 74 partidas com o Bético e, a partir de 1 de janeiro, pode negociar como agente livre.

 

Claudio Bravo jogaria de graça no Colo Colo?

Bravo também confessou que está disposto a ir a qualquer lugar onde lhe derem a oportunidade de jogar. Reafirmou que, para além do aspecto monetário, o que realmente lhe interessa é sentir-se amado onde quer que vá. O goleiro disse mesmo que jogaria de graça.

“Não fecho a porta a nenhuma instituição porque me considero um profissional nesta atividade. Onde eu me sentir amado e valorizado, não só financeiramente, eu vou e faço as coisas bem. E se tiver a oportunidade de me sentir valorizado e amado, até vou de graça”, respondeu à TNT Sport.

As declarações de Bravo animam o futebol chileno, que pode estar vivo em breve com o retorno do goleiro veterano. Embora os albos sejam a primeira escolha, qualquer outro clube da competição nacional pode contratá-lo.

Será que vai ficar mais um ano em Espanha?

Outra opção em cima da mesa para La Roja é concretizar a sua continuidade no Betis. Segundo o jornal El Desmarque, Manuel Pellegrini quer integrar Bravo na equipe técnica do Betis.

As lesões de Capi não estão permitindo que ele jogue muito. Em sua quarta temporada no Benito Villamarín, só disputou sete jogos na Liga e dois na Liga Europa, totalizando 810 minutos e sete gols sofridos.

Bravo e outros cinco jogadores terminam seu contrato com o Betis em junho de 2024. Entre eles estão o argentino Guido Rodríguez e o mexicano Andrés Guardado. No caso do chileno, será o goleiro na companhia de seu agente Cristián Ogalde quem vai decidir que camisa vai vestir na próxima temporada: experimentar um último ano na La Liga ou regressar ao Chile para uma última dança.

 

 

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Espanha > La Liga > “De volta para minha terra”: Claudio Bravo diz que joga até de graça no Chile