Corinthians negocia naming rights do CT Joaquim Grava: recurso será usado para ampliar a Neo Química Arena

Augusto de Melo revelou que o Corinthians está finalizando a venda dos naming rights do CT Joaquim Grava para financiar a expansão da Neo Química Arena, buscando aumentar sua capacidade para 70 mil lugares. A notícia veio depois do anúncio da VaideBet como nova patrocinadora máster, no maior acordo do gênero do país.

O Corinthians, sob a liderança do presidente Augusto Melo, está em vias de concretizar a venda dos naming rights do CT Dr. Joaquim Grava. A revelação foi feita pelo próprio presidente no último domingo (7).

Augusto Melo destacou o interesse de diversas empresas em associar sua marca ao espaço de treinamento dos jogadores do Timão e ressaltou o avanço significativo nas negociações, antecipando que o acordo trará benefícios substanciais ao clube.

 “Está muito bem adiantado, vem coisa muito boa por aí. Vou sempre jogar limpo com vocês. Estamos trabalhando muito forte para isso, algumas empresas estão interessadas. Vai ser um marco na nossa administração. Vai ser um marco na nossa história”, afirmou o presidente.

Verba viabilizará ampliação da Neo Química Arena

O presidente Augusto Melo revelou que a parceria resultante da venda dos naming rights do CT será o catalisador para a tão desejada ampliação da Neo Química Arena. A ambição de Augusto Melo é aumentar a capacidade do estádio para aproximadamente 70 mil lugares.

“O parceiro será aqui, com a venda dos naming rights do CT. Esse é o parceiro. É uma troca, com o nome, com a parte financeira, e vamos ampliar a Arena. Está bem encaminhada. Temos três, quatro empresas conversando sobre isso. A credibilidade está grande, será um marco. Com essa receita vamos ampliar a Arena, dependo disso”, disse.

“Se fechar o patrocínio amanhã, depois de amanhã já começo”

Ele enfatizou a troca de propriedades, incluindo o nome e a parte financeira, como elementos fundamentais para concretizar esse projeto ambicioso. Com três ou quatro empresas envolvidas nas discussões, a credibilidade do negócio é destacada.

Além disso, Augusto Melo enfatizou o compromisso em não onerar o clube, destacando que essa receita específica será destinada exclusivamente à construção. O presidente já vislumbra ações imediatas:

“Por isso dizia que o Corinthians não gastaria R$ 1. Isso será por uma troca de propriedades. Já vinha analisando isso há muito tempo. Através disso, teremos a receita de construção. Se fechar o patrocínio amanhã, depois de amanhã já começo um planejamento de ampliação da Arena”, acrescentou o presidente.

Projeto de Expansão: prazo ambicioso

Inicialmente, a proposta do clube é elevar a capacidade da Arena para cerca de 54 mil lugares. Isso será viabilizado pela retirada das cadeiras do setor Sul e dos “bicos” que conectam setores do estádio.

A expectativa otimista é que essa ampliação, sem gerar custos adicionais ao clube, esteja concluída a tempo da estreia no Campeonato Paulista, marcada contra o Guarani em 21 de janeiro.

O maior patrocínio máster do país

Além das movimentações no cenário estrutural, vale lembrar que, recentemente, o Corinthians anunciou oficialmente a VaideBet como a nova patrocinadora máster do clube. Em um acordo que estabelece R$ 370 milhões ao longo de três anos (R$ 120 milhões anuais, além de R$ 10 milhões de luvas).

Se confirmados esses valores, este é nada mais e nada menos que o maior patrocínio máster do país. Com isso, o clube reforça suas finanças e reafirma o compromisso de buscar oportunidades para o seu desenvolvimento.

Acompanhe notícias do Timao no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Brasileiro > Brasileirão Série A > Corinthians negocia naming rights do CT Joaquim Grava: recurso será usado para ampliar a Neo Química Arena