Presidente-diretor do IBJR, André Gelfi elogia e critica PL 3.626/23. Entenda!

O diretor-presidente do IBJR expressa preocupações após a exclusão de jogos online na regulamentação das apostas esportivas no Brasil. André Gelfi destaca a necessidade de uma abordagem abrangente para sustentar o mercado de iGaming e promover a responsabilidade no setor.

O Instituto Brasileiro de Jogo Responsável (IBJR) levanta preocupações sobre a recente exclusão de jogos online na aprovação do Projeto de Lei (PL) 3.626/23 no Senado brasileiro. Em entrevista recente ao site Yogonet, André Gelfi, diretor-presidente do IBJR e CEO da Betsson Group do Brasil, ressalta que o mercado de iGaming não se limita apenas às apostas esportivas, mas abrange diversas modalidades de jogos online.

Lançado em março de 2023, o IBJR conta com o apoio de grandes empresas de apostas internacionais, como Bet365, Flutter e Betway, e tem como objetivo promover o desenvolvimento sustentável e responsável do mercado de jogos no Brasil.

Gelfi destaca que a não regulamentação de outros formatos de jogos online pode afetar negativamente o desenvolvimento do mercado. Ele argumenta que a estabilidade a longo prazo depende de regras que considerem a natureza dinâmica do setor, principalmente no cenário da internet em constante evolução.

O PL 3.626/23 é bom?

O PL 3.626/23, aprovado em dezembro, foca nas apostas esportivas, excluindo outras modalidades já presentes no país. Gelfi enfatiza a importância de uma regulamentação abrangente, citando que a exclusão pode resultar em perdas para a arrecadação do governo, desinteresse das empresas, surgimento de jogos não certificados e impactos sociais prejudiciais.

Além disso, a discussão em torno do PL 2.234/2022, que visa legalizar cassinos em resorts e a operação de bingo e jogo do bicho, está em andamento. Gelfi acredita que a regulamentação proposta até o momento é benéfica para o país, destacando pontos como o reajuste na taxação de 18% para 12%, regras para funcionamento no país e medidas de proteção aos jogadores.

Desafios e projetos para o futuro

Sobre os desafios futuros, Gelfi aponta a aplicação das leis e a fiscalização como os principais obstáculos. O IBJR continuará promovendo uma cultura de jogo responsável, destacando a importância da transparência, proteção aos jogadores, conscientização sobre o jogo responsável e medidas de prevenção contra fraudes.

A regulamentação do mercado de iGaming no Brasil enfrenta desafios, mas o IBJR e outras entidades seguem atentos, buscando garantir um ambiente sustentável e responsável para o setor de jogos no país. O debate sobre o PL 2.234/2022 também continua, prometendo impactar significativamente o panorama dos jogos de azar no Brasil.

Acompanhe mais notícias sobre o mundo dos jogos e apostas online no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Últimas Notícias > Presidente-diretor do IBJR, André Gelfi elogia e critica PL 3.626/23. Entenda!