“Não tenho pena do Botafogo”, afirma Mauro Cezar Pereira

Falando sobre o atual momento do Botafogo, Mauro Cezar Pereira afirmou que sentir pena do clube é uma forma de desrespeito. Ao falar sobre a rivalidade do Glorioso com o Flamengo, o jornalista defendeu as chacotas feitas pelos clubes rivais. Mauro responsabilizou a diretoria pela crise e destacou a falta de autocrítica do clube. Para o jornalista, a postura do Botafogo em culpar terceiros é uma forma de não reconhecer seus erros internos.

Durante o programa Fim de Papo, do UOL, o jornalista Mauro Cezar Pereira falou sobre a atual crise do Botafogo no Brasileirão. Ele destacou a sequência de nove jogos sem vitória como resultado dos erros da diretoria liderada por John Textor e criticou a falta de autocrítica do clube, que sempre culpa os outros para não assumir seus próprios erros.

MCP também abordou a rivalidade entre Flamengo e Botafogo e defendeu o direto dos torcedores do rubro-negro fazerem troça do Glorioso. Em um dos momentos mais fortes de sua fala, usando da contundência que lhe é característica, afirmou que sentir pena é uma forma de desrespeito ao clube.

Rivalidade com o Flamengo

Pereira alertou que, apesar da alegria dos torcedores do Flamengo com a crise do Botafogo, é crucial entender a seriedade da situação. Ele lembrou a intensa animosidade entre as torcidas e enfatizou seu papel em alertar para os sinais de declínio do Botafogo ao longo do campeonato.

“O rubro-negro está rindo de orelha a orelha, se tem alguma coisa para ele rir, é o Botafogo, porque o torcedor do Flamengo está p… da vida com seu time, que foi um vexame (…). Mas a torcida do Botafogo semeia um ódio ao Flamengo e ele espirra muito em mim, porque ela sabe meu time, o que é uma coisa muito negativa. Então, esse castigo para esse pessoal é pouco. (…) E eu, profissionalmente, vendo os jogos e fazendo meu trabalho da mesma maneira que faço, venho alertando que não é de hoje que o Botafogo vem flertando com o perigo, desde a boa fase do começo do campeonato”.

“A Culpa é Sempre dos Outros”

Pereira concluiu suas análises criticando a postura do Botafogo diante das adversidades. Ele apontou a tendência do clube em responsabilizar terceiros, como arbitragem e CBF, enquanto ignora suas próprias falhas. O colunista advertiu que o Botafogo precisa adotar uma postura mais autocrítica e corrigir suas deficiências internas para reverter o atual cenário desfavorável no Brasileirão.

“O dono do clube, que é um americano, deveria ter uma postura mais fria, entra nessa vibe de vitimização que caracteriza muito os botafoguenses e começa a reclamar da CBF, do Papa, dos marcianos, de todo mundo, e nunca é culpa do Botafogo. (…) O Botafogo errou demais, não olhou para seus erros”, refletiu.

“Não tenho pena do Botafogo”

Para finalizar sua fala, Mauro Cezar Pereira defendeu as chacotas que as torcidas rivais fazem do Botafogo. Para ele, pior seria sentir pena do Botafogo, pois isso equivaleria a tratar o time como se ele fosse pequeno.

“O Botafogo paga muito pelos próprios erros e, no Rio de Janeiro, quem não é Botafogo tira um sarrinho. O Botafogo estava grandão, agora grandão, agora é a hora da forra, futebol é assim. E acho que quando as pessoas têm pena de um time, é porque ele se apequenou. Um time grande que as pessoas sentem pena, é porque ele está se apequenando. Eu não tenho pena, não, em respeito ao Botafogo”, concluiu.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

1 comentário em ““Não tenho pena do Botafogo”, afirma Mauro Cezar Pereira”

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > “Não tenho pena do Botafogo”, afirma Mauro Cezar Pereira