Na corda bamba? Xavi Hernández desmente afirmações de dirigente do Barcelona

O treinador do Barcelona, Xavi Hernández, contradisse o presidente Joan Laporta em meio a um escândalo interno. A polêmica surgiu de mal-entendidos sobre a convocatória para o último jogo da Liga dos Campeões, com Laporta supostamente influenciando a lista. Xavi afirmou que a decisão é consensual e que os jogadores excluídos concordaram. Apesar da classificação em primeiro lugar no Grupo H, a derrota para o Antuérpia por 3x2 gerou preocupações, mas Xavi expressou confiança na equipe. A controvérsia parece resolvida após Xavi confirmar que não há problemas com Laporta e Deco.

O treinador do Barcelona, Xavi Hernández, contradisse as palavras de Joan Laporta em sua última entrevista.

Um novo escândalo interno agita o Barcelona, desta vez devido a mal-entendidos entre o presidente do clube e Xavi Hernández. O ex-jogador e treinador dos blaugranas defendeu-se das insinuações de que Joan Laporta teria feito a convocatória para o último jogo da Liga dos Campeões.

“Sim, é consensual. Com Deco e o presidente. E a decisão final é minha. Quando se trata da lista, sou eu que decido”, explicou o treinador.

Hernández expressou que está sendo gerada uma polêmica por algo que não a merece. No entanto, insistiu que o diretor desportivo e o presidente dos blaugranas estão cientes das decisões que toma.

Os comentários de Xavi surgiram depois de o diretor desportivo Deco ter sido questionado sobre a alteração de última hora no plantel. Robert Lewandowski, Ronald Araújo, Frenkie de Jong e Ilkay Gündogan não estavam na equipe inicial, mas viajaram para a Bélgica para a jornada da Liga dos Campeões.

 

A pedidos do presidente

De acordo com o Esports RAC1, foi o presidente do Barça que pediu a Xavi para incluir Lewandowski, Gündogan e Araújo na sua lista de convocados. Enquanto o SPORT publicou que a não convocação dos três jogadores se deveu a uma questão logística, pois não queriam que eles perdessem o ritmo de treino.

Em resposta a esta questão, Deco garantiu que a presença de Lewandowski em campo era uma questão do treinador. Além disso, afirmou que tinha sido decidido que todos viajariam para o jogo contra o Antuérpia e que não tinham chegado a acordo sobre nada.

Xavi defendeu-se argumentando que se tratou de uma decisão consensual e que tanto Lewandowski como Gündogan lhe disseram que estavam bem. De igual modo, sublinhou que a ideia não é que o treinador fique mal e o presidente fique bem.

No entanto, Xavi Hernández confirmou que não tem qualquer problema com Laporta e Deco. Disse ainda que já falou com o presidente e o diretor desportivo e que o assunto está resolvido.

Xavi Hernández Comenta a Derrota contra o Antuérpia

O Barça passou em primeiro lugar do Grupo H devido à diferença de golos com o Porto. No entanto, Xavi admitiu que a derrota para o Antuérpia por 3×2 preocupa-o, pois a equipe não se sente confortável.

Hernandez disse que eles criaram muitas chances no ataque, então têm que ser críticos. Da mesma forma, o jogador de 43 anos disse que o time não está em uma boa fase, mas já estão a pensar no próximo jogo contra o Valência.

O ex-jogador blaugrana está confiante no seu trabalho e nos seus jogadores, razão pela qual acredita que a equipa vai sair vencedora. Por isso, aproveitou a oportunidade para felicitar a sua equipe pela passagem aos oitavos de final da Liga dos Campeões.

 

Próximos jogos de Xavi Hernández com o Barça

  • Data: Sábado, 16 de dezembro.
  • Hora: 21:00 (hora local).
  • Estádio: Mestalla.
  • Data: quarta-feira, 20 de dezembro.
  • Hora: 19:00 (hora local).
  • Estádio: Estadi Olímpic Lluís Companys.

 

 

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Champions League > Na corda bamba? Xavi Hernández desmente afirmações de dirigente do Barcelona