Narrador Rômulo Mendonça tem fixação por Gabigol, o “gostoso demais”? Entenda

Publicado :

Não é a primeira vez que Rômulo Mendonça, excelente narrador ex-ESPN e hoje na Amazon Prime, chama Gabigol de “gostoso”. Separamos algumas outras oportunidades que ele falou isso ou coisa semelhante. Já é fixação! Veja os vídeos.

O narrador Rômulo Mendonça é um velho conhecido do público brasileiro que gosta de NBA e o acompanhou por anos na ESPN Brasil. Mas não é de hoje também que Rômulo vem entregando no futebol os seus bordões, que estão entre os mais engraçados e carismáticos do país.

Desde fevereiro narrando pelo Amazon Video Prime, Rômulo volta e meia viraliza nas redes sociais ao narrar gols de Gabriel Barbosa, o Gabigol, craque do Flamengo. No último jogo do Flamengo, quando o rubro-negro foi à Porto Alegre jogar a primeira partida das semifinais da Copa do Brasil contra o Grêmio, Rômulo Mendonça caiu nas graças da torcida flmanguista (e não só) por narrar o gol de Gabigol abriu o placar na Arena do Grêmio. Quando a bola acaba por estufar as redes, Rômulo grita: “O coisa ruim é brabo! E o Gabigol é gostoso demaaais!”.

Mas não é a primeira vez que Rômulo Mendonça chama Gabigol de gostoso. A história do “gostoso”, aliás, surgiu quando o ataque, que vinha sendo criticado por parte da torcida e por alguns jornalistas, respondeu à imprensa que não estava acima do peso e que as críticas não eram injustas. Ele estava, nas palavras dele, “gostoso”. 

Rômulo se apropriou dessa polêmica e a coisa está viralizando pra valer. Veja, pelo menos, mais duas oportunidades que Rômulo encheu a bola de Gabigol ao narrar os gols do camisa 10 do Flamengo. Já virou fixação chamar o Gabi de gostoso. Não é, Rômulo?

Veja vídeo do Flow Sport e relembre a polêmica com Gabigol sobre “gordo x gostoso”:

Gosta de futebol? Acompanhe também tudo o que está rolando com a nossa querida Seleção Brasileira Feminina na Copa do Mundo 2023:

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Últimas Notícias > Narrador Rômulo Mendonça tem fixação por Gabigol, o “gostoso demais”? Entenda