Em defesa das Torcidas Organizadas, Neto ataca Leifert: “Ninguém tem o direito”

Márcia Pereira

Publicado :

Craque Neto soltou o verbo na Rádio Bandeirantes, contra a opinião dada por Tiago Leifert em relação à morte da torcedora do Palmeiras. Para Neto, a fala de Leifert é preconceituosa e reflete uma visão atrasada do que são os movimentos organizados, não podendo assim, ser perdoada de forma alguma.

Embora Tiago Leifert tenha corrido para fazer o seu pedido de retratação pública, já era tarde demais. O seu pitaco, inferindo que a morte da torcedora do Palmeiras havia sido por única e exclusiva culpa da mesma pertencer a uma torcida organizada, pegou muito mal. Revoltado com a postura do comunicador, Neto desabafou sobre o caso durante um programa na Rádio Bandeirantes. Veja aqui.

Neto solta o verbo

Para Neto, o pior da fala de Tiago é o fato dele ser protegido o suficiente para falar o que quiser, e não lidar com a responsabilidade. O fato do apresentador global atribuir a culpa à vítima, por uma suposta participação no conflito, é imperdoável.

Afirmou que, se fosse ele, certamente seria mandado embora do emprego:

“Se fosse eu que tivesse falado o que ele falou, os lacradores estariam me matando. Talvez a Band me mandasse embora da rádio e televisão (…) Se ela estivesse na Mancha, Gaviões, Independente, Torcida Jovem, em qualquer torcida organizada do mundo, ninguém tem o direito de tirar a vida dela. Quando você banaliza a morte de uma menina que tinha um amor incrível pelo Palmeiras, como foi banalizado pelo Tiago Leifert… a hipocrisia está toda junta […] O Tiago Leifert ou quem quer seja que estava com ele e banaliza a morte de uma menina, que teve duas paradas cardíacas e só tinha 23 anos… tiraram a vida dela da maneira mais cruel do ser humano.“, completou.

Mais respeito com as torcidas

O cerne da questão, para Neto, é o respeito com as Torcidas Organizadas. Para ele, os membros dessas instituições precisam ser tratados como seres humanos: ainda que Tiago tenha pedido desculpas, ele segue assumindo uma postura de ataque às entidades.

Neto não só pede respeito, como defende a existência das Torcidas. O que precisa ser feito é o estabelecimento de regras mais rígidas, e um controle maior da segurança entre os seus componentes. De acordo com Neto, a visão de Leifert reflete o preconceito em relação aos torcedores que compõem esses grupos:

“Qual o problema dela ser da Mancha? Quando morre alguém de torcida organizada, nós vamos aplaudir. A gente quer a morte de uma menina que tinha uma vida inteira pela frente. Temos que repensar quem a gente escuta, quem fala a verdade, dá opinião e demonstra amor. Eu sempre fui favorável às torcidas organizadas, mas tem que ter uma força-tarefa para saber quem é bom. Agora, vincular uma morte por ela estar com o pessoal da Mancha Verde… vincular que ela estava procurando a morte. Não adianta pedir desculpas depois, eu não aceito. O que ele falou é o pensamento. A desculpa vem depois das críticas.”, completou.

Reveja a fala errada de Tiago Leifert:

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 18 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > Em defesa das Torcidas Organizadas, Neto ataca Leifert: “Ninguém tem o direito”