Suando Frio: Hulk honra apelido e vence Alianza Lima, mesmo em ‘petição de miséria’

Publicado :

Foi com muito sacrifício e a saúde no vermelho que Hulk trouxe a vitória ao Atlético-MG. Apesar do jogo xoxo, o atleta conseguiu fazer um gol contra o Alianza Lima, garantindo fôlego aos torcedores da equipe nessa Libertadores.

Fonte: Internet/ Reprodução

1 a 0. Esse foi o placar exato da disputa entre Atlético-MG e os peruanos do Alianza Lima, na última terça-feira, 06/06. A partida foi equivalente às oitavas de finais da CONMENBOL Libertadores. Hulk, dono do gol, admitiu ter jogado doente, tendo feito um ‘grande sacrifício’ para estar em campo.

‘Caruara’ na noite anterior

O sofrimento teve início um dia antes. Fraqueza, febre, suor frio. Todos esses fatores deveriam ser suficientes para fazer o Camisa 7 desistir da partida, mas ele sabia que havia muito mais em jogo. Por isso, apesar dos pesares, decidiu entrar em campo para auxiliar o time – o qual vinha sofrendo grande pressão por parte dos torcedores, para mostrar melhores resultados. Em entrevista à ESPN, o atleta confessou:

“Sabíamos que era uma final, depois de um jogo muito pegado no clássico. Depois de um jogo, é muito difícil dormir, adrenalina na madrugada. No domingo, viajamos para cá de madrugada, também. Acabam sendo duas noites sem dormir direito. Tudo isso pesa muito para chegar no campo e entregar o melhor nível”, afirmou Hulk.

“Eu estou suando frio, desde ontem estou com um pouco de febre interna, é muito ruim, venho tomando remédios. Mas, graças a Deus, consegui ajudar meus companheiros, pudemos sair daqui com o objetivo cumprido, sabíamos que ia ser muito difícil. Agora, é poder voltar para casa, mesmo sendo cansativo, vendo pouco a família, chegar com o resultado é bom para poder recarregar as energias”, agregou, pedindo arrego depois do ato heróico.

Ele sabia que a Libertadores ‘ia ser pegado’

A partida não foi isso tudo, mas só em jogar doente, e conseguir fazer a diferença, vale a pena a menção honrosa ao astro dos gramados. Hulk, que já passou pelo futebol Europeu e Asiático, afirmou que, mesmo tendo feito “um pouco de tudo”, sabia que a Libertadores é um caso sério, sobretudo depois de uma série de derrotas que trouxeram desânimo ao público que apoia a equipe.

“A entrega é maior, a pressão é sempre muito maior. A gente está aqui para isso, a gente não sabe o que é viver em paz aqui. Eu falo para a minha esposa, quando comecei a jogar no Brasil, comecei a ter cabelo branco, mas é isso, pressão. Futebol é bom por isso, todo jogo a gente é posto em prova”, concluiu em depoimento ao repórter da ESPN.

Repercussão nas redes

Nas redes sociais, o feito do Atleta não passou batido e foi sentido pelos seus admiradores. Confira alguns tweets destacados sobre o tema:

O Atlético-MG está no Twitter! Acompanhe a rede do time para ficar ligado em tudo o que é novidade no Galo:

Colabore com Esporte e Mídia, sugerindo notícias e pautas as quais gostaria de ver aqui no nosso site.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 14 de Julho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Suando Frio: Hulk honra apelido e vence Alianza Lima, mesmo em ‘petição de miséria’