Em entrevista à CNN, Julio Casares debate sobre futuro do São Paulo

Julio Casares, diretor do São Paulo deu uma entrevista ao CNN Esportes S/A, no qual falou sobre o futuro do time e aspectos relacionados à economia de um grande clube de futebol.

O CNN Esportes S/A está com a bola toda. Ainda há poucas edições desde a sua estreia, o programa vem se consolidando em ser aquilo o que prometeu: uma produção focada na máquina do futebol, trazendo pautas e especialistas que ajudem a entender como essa indústria bilionária se movimenta, para além dos lances do gramado. O último programa, no domingo 18 de junho, contou com a participação de Julio Casares, diretor do São Paulo.

Considerações sobre uma possível SAF

Quando perguntado se o São Paulo pretende se tornar uma SAF- Sociedade Anônima de Futebol, Julio respondeu que ainda falta muito para isso, apesar de acreditar que esse é um modelo viável para o Clube. Afirmou também ser constantemente assessorado por grandes empresários fãs do time, como Abílio Diniz, que o auxilia no processo de profissionalização do São Paulo.

E uma Liga Brasileira?

Em outro momento da entrevista, Casares foi questionado sobre a Libra, uma Liga Brasileira, tal qual os moldes das Grandes Ligas de Futebol Europeu. Para ele, o grande empecilho não está na junção das agremiações entre si, mas na influência de “interesses de terceiros”, participantes das negociações.

“Existem assessores, advisers [orientadores], de cada lado. Tem banco aqui e banco ali. Você tem BTG daqui, XP de lá. Codajas daqui, Livemode de lá. Então, são muitos interesses. Hoje, virou uma briga de interesses de terceiros também. Este é um dos grandes problemas, talvez um dos maiores. Porque existem muitos interesses e uma guerrilha entre eles. E essa guerrilha leva alguns presidentes a estarem de um lado ou de outro, como se estivéssemos nos degladiando dentro de campo”, declarou Casares. Ainda sobre o tema, prosseguiu adiante:

“Os clubes têm de ter convicção da solidez do investidor. Estou na Libra por quê? Não conheço o fundo que está na Liga Forte Futebol. Conheço o Mubadala, que já faz investimento no futebol e me deu segurança. Não estou dizendo que o outro lá é inseguro. Mas o que falta é uma tomada de posição. Agora é o momento de nós entrarmos em campo. Vamos fazer um bloco, pegar oito, nove, sete clubes, vamos sentar com uma televisão e fazer acordo. A Liga vem depois. Mas não é o ideal. Agora é o momento. Mas nós estamos trabalhando contra o tempo, porque os direitos de transmissão terminam em 2024″, afirmou o presidente do São Paulo.

Outros pontos

A conversa foi produtiva, tocando em muitos pontos importantes sobre o futuro do time, e a relação comercial envolvida em todos os aspectos.  A saída da Adidas como marca patrocinadora, por exemplo, foi um ponto discutido.

Outro tema foi o da reforma do Morumbi, o qual passa por um processo ‘flexibilizado’ de tombamento, ao mesmo tempo em que também com a necessidade de reformas, na tentativa de aproximar o público e a ação do gramado. O CNN Esportes S/A é transmitido todos os domingos, às 20:45h.

Veja o perfil do CNN Esportes no Twitter e acompanhe a abordagem do canal sobre o mundo dos esportes: 

Esporte e Mídia quer contar com sua colaboração! Sugira notícias e pautas a serem publicadas em nosso site.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 22 de Abril 2024

KTO Sport

Bônus

R$ 200

EsportesdaSorte Sports

Bônus

R$ 300

BCGame Sports

Bônus

R$ 1.080.948

Parimatch Sports

Bônus

R$ 500

Starda Sports

Bônus

R$ 500

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Roobet Sports

Bônus

R$ 80

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

R$ 150

IZZI Sport

Bônus

R$ 500

Bet7k Sports

Bônus

R$ 7.000
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > Em entrevista à CNN, Julio Casares debate sobre futuro do São Paulo