Neto afirma não ser petista e dispara: “Não sou diferente de um gay!”

Envolvido em mais uma polêmica, Craque Neto usa espaço da TV para discurso libertário

Neto, apresentador do esportivo Os Donos da Bola, na Band, usou seu programa do último dia 15 para fazer um discurso inflamado a respeito do episódio de homofobia da torcida do Corinthians, contra o São Paulo, no jogo da Série A do Brasileirão, no domingo 14 de maio.

Inconformado, o monólogo do ex-jogador durou 21 minutos e passeou por temas importantes e controversos, nos quais pôde expor sua indignação a respeito do atraso histórico que, não somente a torcida do Timão apresenta, mas, segundo ele toda uma mentalidade arraigada na cultura do Brasileiro, segundo Neto.

“Vai pra cima delas, Timão”

O Jogo, correspondente à sexta rodada da Série A do Brasileirão terminou em 1 a 1. No entanto, em certa altura do segundo tempo, precisou ser interrompido pelo árbitro Bruno Arleu de Araújo, ao notar diversos gritos de teor homofóbico. Advindos da torcida do Corinthians, a  intimidação desagradou também os dirigentes do time rival, os quais se mostraram indignados e exigiram alguma medida. A interrupção do jogo trouxe mensagens nos telões do estádio, ordenando que a torcida parasse,  lembrando-lhes que gritos com preconceito de raça, gênero e sexualidade são proibidos. O barulho, no entanto, seguiu crescendo.

Neto usou seu programa para protestar

Neto, que além de torcedor do Corinthians já defendeu o uniforme da equipe, utilizou o seu programa para protestar duramente contra o ocorrido. Além de condenar a torcida do Timão, foi mais fundo, falando sobre o preconceito como uma linguagem geral do esporte, a qual, segundo ele, já passou da hora de terminar.

Num discurso acalorado com muita digressão, Neto citou o preconceito pelo qual o ex-jogador Richarlyson sempre enfrentou nos clubes que jogou, além do racismo estrutural presente na sociedade e nos campos.

Vale lembrar que, um ocorrido desse porte, perto do dia de mais uma celebração internacional contra a homofobia, 17 de maio, é realmente um fato contraditório, dada à mentalidade retrógrada com a qual as grandes torcidas ainda parecem operar.

Homofobia, Racismo, vibradores e punição para o Corinthians

Impaciente com o ambiente tóxico do futebol brasileiro, a fala orgânica de Neto deu o que falar nas redes. Isso porque o apresentador utilizou de temas polêmicos, como o recente ataque que a apresentadora Angélica recebeu ao comprar um vibrador para a mãe. O que Neto alegou foi a normalidade com que os homens héteros frequentam prostíbulos, ou seguem transgredindo livremente por questões de gênero e raça, enquanto insistem em maquiar uma suposta moralidade, atrelada aos bons valores. 

Insistiu ainda que aquilo nada tinha a ver com opinião política, uma vez que não votou no presidente atual, sendo essa uma correlação burra, segundo ele.

Por fim, pediu punição para o Corinthians, como uma forma de tentar conter a rebeldia da torcida.

Repercussão nas redes

A fala do apresentador não passou batida, havendo bastante repercussão nas redes sociais. Veja o que alguns usuários do Twitter comentaram a respeito do episódio: 

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 15 de Abril 2024

KTO Sport

Bônus

R$ 200

EsportesdaSorte Sports

Bônus

R$ 300

BCGame Sports

Bônus

R$ 1.080.948

Parimatch Sports

Bônus

R$ 500

Moonster Sport

Bônus

-

Starda Sports

Bônus

R$ 500

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Roobet Sports

Bônus

R$ 80

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

R$ 150

IZZI Sport

Bônus

R$ 500

Bet7k Sports

Bônus

R$ 7.000
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Últimas Notícias > Neto afirma não ser petista e dispara: “Não sou diferente de um gay!”