Jornalistas alertam para nova contradição no quinto depoimento de Daniel Alves

Amanda Alvarez

Atualizado :

O jogador Daniel Alves, atualmente preso na Espanha por acusação de estupro, foi novamente ouvido. O número de versões relacionadas ao que teria, de fato, acontecido entre ele e a vítima já chega a 5. Comunicadores repercutem a versão.

Fonte: Internet/Reprodução Com quantos paus se destrói uma canoa? O jogador Daniel Alves, que já ostentou o título de maior campeão do mundo, por conta da quantidade de títulos ganhos no futebol, enfrenta a pior crise da sua carreira, por conta do caso de abuso sexual numa boite luxuosa na Espanha. É de lá onde ele, há quatro meses, vê o sol nascer quadrado, enquanto a justiça espanhola se esforça para fazer valerem as leis.

Comunicadores especulam sobre o caso

A reportagem do Uol do dia 26/05 traz uma análise detalhada sobre o depoimento do jogador. O réu ofereceu 5 versões distintas sobre o sêmen encontrado no banheiro e no corpo da vítima. Em live para o Cartão Vermelho, os jornalistas José Trajano, Juca Kfouri e Carlos Casagrande repercutiram os fatos, evidenciando que só pode ser mentira por parte do atleta. Para os comunicadores, é vital que a justiça brasileira abrace o caso, em honra a todas as mulheres vítimas de estupro do mundo. Relatam o caso do jogador Robinho, também acusado de crime semelhante, e que tem sido visto ostentando uma vida divertida, entre partidas de futevôlei na praia e marcando presença em atos antidemocráticos.

5 depoimentos contraditórios

Nos dois depoimentos dados por Daniel à justiça da Espanha foram oferecidas 5 diferentes versões sobre a origem e autoria do material ejaculado, encontrado tanto nas instalações onde o crime ocorreu, quanto nas partes íntimas da vítima. Na primeira versão, a origem foi negada. Ainda no mesmo depoimento, o mesmo revelou não se lembrar, quando questionado sobre a possibilidade de haver se masturbado no local. Na terceira vez, o atleta recorreu ao direito de ficar calado. De forma direta, a juíza lhe perguntou se o material genético encontrado no corpo da vítima poderia ser seu. Nesse momento Alves revelou a possibilidade de ter acontecido sexo oral, embora a contragosto da sua parte, podendo ser, sim, seu sêmen. Mas negou a presença do mesmo nas partes íntimas da mulher. Quando convocado novamente para prestar novas declarações, o panorama muda outra vez: o ato sexual teria acontecido sim, por pressão da autora da denúncia, mas o mesmo teria interrompido o coito, optando por ejacular fora. As escoriações no corpo dela teriam acontecido no momento em que ele a tirou de seu colo, para o momento da ejaculação.

O impacto do caso

O caso é grave e traz a luz as regalias as quais os jogadores de futebol estão expostos: salários milionários, status de celebridade e pouca ou nenhuma noção, ou consciência social. O resultado é desastroso, com esses jovens homens, provenientes de camadas inferiores da sociedade reproduzindo padrões de machismo e racismo em níveis alarmantes. Nas redes sociais os fãs se dividem. Alguns mais conspiratórios, buscam inferir a inocência do Astro com uma suposta rede de influências que planeja destruí-lo. Outros acreditam que a justiça deve ser cumprida, uma vez que não há dúvidas sobre a origem do material genético. Confira alguns tweets destacados sobre o tema:
https://twitter.com/JMSanchez47/status/1663232798554046478?s=20
https://twitter.com/jrica1949/status/1663351943345889280?s=20
Veja mais notícias sobre o mundo dos esportes pelo portal Uol: Esporte e Mídia quer falar com você! Contribua com nosso site sugerindo pautas que você gostaria de ver no nosso site.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 24 de Junho 2024

Faltou audiência? Galvão Bueno tenta esconder o fracasso do seu novo doc

Só os novinhos: Confronto marcado entre Brasil e Tunísia nas oitavas de final da Copa Sub-20

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Últimas Notícias > Jornalistas alertam para nova contradição no quinto depoimento de Daniel Alves