Ex-narrador da Globo diz que emissora só contrata “preto, mulher e homossexual”

Demitido pela Globo em 2018, o narrador Jorge Vinícius se revoltou com a recente onda de demissões na emissora. Em entrevista ao podcast Parlando de Palmeiras, ele disse que o canal carioca deixou de priorizar talentos para incluir minorias em seu quadro de funcionários.

“Hoje a Globo contrata preto, mulher e homossexual. O talento é o quarto plano hoje da Globo. Perderam a mão. Sou favorável à inclusão. Não sou preconceituoso. Ao contrário! Tenho amigo gay, amigas mulheres… A Globo perdeu a mão completamente”, disse o narrador, demitido pela rede há cinco anos. “Quantos pretos não tivemos com histórias lindas e maravilhosas? Vou citar dois, um homem e uma mulher. Glória Maria, saudosa Glória Maria, o que representou essa mulher para o jornalismo? Preta, mas acima de mulher e acima de ser preta, ela tinha talento”, defendeu.

“Heraldo Pereira, esse cara é um monstro, é um jornalista acima da média. Sou fãzaço dele. Quantas vezes ele esteve na bancada do principal produto da Globo em termos de jornalismo, que é o Jornal Nacional?”, questionou Jorge Vinícius. “O trabalho de inclusão é importante? É. Tínhamos pouco? Tínhamos, concordo. Mas não vamos perder o foco. Em qualquer atividade, primeiro, o talento. Se não você gera outro preconceito”, afirmou.

“A Globo perdeu tanto a mão nesse aspecto de inclusão que agora existe o etarismo. Será que eles não estão enxergando ou não estão preocupados? Cortaram altos salários, que é uma questão de administração, mas uma coisa que não é legal é mandar embora pessoas que completam 50 anos, 55 anos, 60 anos… A Globo tá mandando embora gente de qualidade que ainda tem muito para dar”, concluiu j“Hoje a Globo contrata preto, mulher e homossexual. O talento é o quarto plano hoje da Globo. Perderam a mão. Sou favorável à inclusão. Não sou preconceituoso. Ao contrário! Tenho amigo gay, amigas mulheres… A Globo perdeu a mão completamente”, disse o narrador, demitido pela rede há cinco anos. “Quantos pretos não tivemos com histórias lindas e maravilhosas? Vou citar dois, um homem e uma mulher. Glória Maria, saudosa Glória Maria, o que representou essa mulher para o jornalismo? Preta, mas acima de mulher e acima de ser preta, ela tinha talento”, defendeu.

“Heraldo Pereira, esse cara é um monstro, é um jornalista acima da média. Sou fãzaço dele. Quantas vezes ele esteve na bancada do principal produto da Globo em termos de jornalismo, que é o Jornal Nacional?”, questionou Jorge Vinícius. “O trabalho de inclusão é importante? É. Tínhamos pouco? Tínhamos, concordo. Mas não vamos perder o foco. Em qualquer atividade, primeiro, o talento. Se não você gera outro preconceito”, disse.

“A Globo perdeu tanto a mão nesse aspecto de inclusão que agora existe o etarismo. Será que eles não estão enxergando ou não estão preocupados? Cortaram altos salários, que é uma questão de administração, mas uma coisa que não é legal é mandar embora pessoas que completam 50 anos, 55 anos, 60 anos… A Globo tá mandando embora gente de qualidade que ainda tem muito para dar”, concluiu Jorge Vinicius.

Veja no player abaixo.

Globo

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 20 de Fevereiro 2024

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

R$ 150

7 comentários em “Ex-narrador da Globo diz que emissora só contrata “preto, mulher e homossexual””

  1. Mesma conversa de sempre dos preconceituosos: “ain,não sou preconceituoso, tenho amigos negros,gays,etc”. Aí pegam no pé do cara,depois diz que foi mal interpretado e vai gravar vídeo pedindo desculpa usando camiseta de personagem infantil e fingindo choro,alegando perseguição. Ora,tenha a santa paciência!

    Responder
  2. Até que ele não está errado não. Com essa praga da “diversidade”, a Globo se perdeu, e feio. O talento não importa. Mandaram embora dois narradores em fim de carreira para, depois, anunciar outros dois (péssimos, para variar). Uma mulher e um negro. Então, o que o Jorge Vinícius disse faz um enorme sentido. Hipocrisia demais cansa, os diretores da Globo já deviam saber disso.

    Responder
  3. A Globo vai ver na prática se o “quem lacra não lucra” funciona mesmo. Até pq ela tem um laboratório de testes chamado Premiere, que poderá ganhar uns concorrentes indigestos na renovação do Brasileirão. Aí o público que consome mesmo pouco se importa com gênero ou cor de narrador

    Responder
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Profissionais > Ex-narrador da Globo diz que emissora só contrata “preto, mulher e homossexual”