Flamengo diz que liminar não tem efeito e que está livre para seguir com transmissões

Na manhã desta quinta-feira (2), o desembargador Ricardo Couto de Castro concedeu a liminar solicitada pela Globo que visava impedir a transmissão do jogo entre Flamengo e Boavista na noite passada. Segundo o UOL Esporte, na decisão o magistrado informou ficar “vedada a reexibição da partida realizada no dia 01.07.2020, entre a parte agravada e o Boavista Futebol Clube, sem anuência da parte agravante [Globo], sob pena de incidência da multa acima estabelecida [R$ 2 milhões]”.

O Flamengo, no entanto, entende que o documento fica “sem efeito” após a Globo anuncia a rescisão do contrato de transmissão do Campeonato Carioca.

“A base de toda a discussão era o contrato da Globo com federação e times. E ele foi rescindido. Não há mais sentido. É sem efeito”, argumentou o vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee. “Ela entrou com uma petição desistindo da ação no início da manhã. A partir do momento que não tem mais o contrato, não tem mais direito. O caso perdeu o objeto”, completou.

“Nos jogos que formos os mandantes, seguiremos com a nossa transmissão. Ou na Fla TV ou negociando com alguém que queira transmitir mediante um pagamento”, explicou Dunshee.





Aposta nas melhores casas de apostas do dia 21 de Fevereiro 2024

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

R$ 150
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Últimas Notícias > Flamengo diz que liminar não tem efeito e que está livre para seguir com transmissões