COLUNA #159 | Respeito e desrespeito, por Alipio Jr.

Henrique Neves

Atualizado :

Olá a todos!

Todo repórter, comentarista, narrador, todo profissional da imprensa esportiva tem um time do coração. Negar tal possibilidade é inimaginável num país em que cada profissional respira o esporte, principalmente o futebol, antes mesmo de começar a andar. Assumir ou não o time do coração é opção de cada um. O principal é entender que enquanto profissional de uma emissora que pretende ser para todos os times, tais práticas são inaceitáveis.

Faço essa introdução para comentar sobre o vídeo que viralizou, com o comentarista Vagner Vilaron utilizando um termo desrespeitoso para se referir ao Botafogo, quando fazia a análise sobre o time pelo PFC. Muita gente (me incluo aí) achou que era montagem ou que estavam entendendo errado, até que o próprio Vilaron confirmou o inaceitável deslize.

Não há a mínima possibilidade de qualquer profissional se referir assim a qualquer clube de futebol. Não há espaço nas transmissões para esse tipo de “deslize” independente de quem esteja jogando. O telespectador paga caro por essa transmissão, o mínimo que se espera é respeito por parte da empresa, profissionalismo e a tentativa de um comentário isento. A impressão deixada é de que o comentarista repete o termo tantas vezes que automaticamente o utilizou quando não deveria.

Alipio Jr.
@alipiojr

Ah! A imagem que ilustra essa coluna foi a admissão de culpa e o consequente pedido de desculpas do comentarista. O canal não se pronunciou a respeito e não me parece que o fará.

Desrespeito total.

Falei primeiro do que considero desrespeito para encerrar a coluna falando sobre o respeito. Meu máximo respeito.

No começo da Copa comentei com um amigo o quanto achava ruim todos os memes que simulavam o interesse do Casagrande por drogas. Não posso achar engraçado algo tão sério e que mexa tanto com a vida da pessoa como foi nesse caso, ainda mais quando o próprio já falou sobre as dificuldades de vencer o vício tantas vezes.

Claro, sempre haverá um Paulo Henrique Amorim da vida, tentando desmerecer a declaração de uma maneira tão vil que depôs mais contra si, parecendo destilar inveja da repercussão positiva do caso.

O discurso dele no final da Copa do Mundo foi tocante e merece o meu máximo respeito, pela coragem de se expor desta maneira e o meu respeito também vai para a emissora, que manteve o profissional e ajudou na recuperação.

Respeito total.

E você, o que achou das situações acima? Escreva para mim, comentando.

Abraços e até a próxima.






Alipio Jr.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 20 de Maio 2024

KTO Sport

Bônus

R$ 200

EsportesdaSorte Sports

Bônus

R$ 300

Parimatch Sport

Bônus

R$ 500

Starda Sport

Bônus

R$ 500

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Roobet Sports

Bônus

R$ 80

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

-

IZZI Sport

Bônus

R$ 100

Bet7k Sports

Bônus

R$ 7.000
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > COLUNA #159 | Respeito e desrespeito, por Alipio Jr.