Neymar ver maldade em pergunta de repórter e dispara: “Eu posso e vou para a balada”

Atualizado :

O jogador Neymar, que vai disputar os Jogos Olímpicos pela seleção brasileira, ia conduzindo tranquilamente sua entrevista coletiva na Granja Comary, nesta terça-feira (26), até ser questionado sobre o seu comprometimento com a equipe por um repórter do Rio de Janeiro. As constantes baladas do jogador foram colocadas em questão, de acordo com o jornal Extra.

“Você tem que começar a ver o que faço dentro de campo, minhas coisas particulares são minhas. Você poderia olhar pra mim, por gentileza? Sem ficar chateado. Você tem que me cobrar em campo, mas tenho minha vida particular, tenho 24 anos, tenho minhas conquistas, minhas coisas, e sou muito tranquilo quanto a isso. Tenho meus erros, não sou perfeito”, disse o jogador.

“Eu tenho amigos, tenho família, por que não posso ir para a balada? Eu posso, eu vou, e não vejo problema nenhum, é minha vida particular. Dentro de campo eu sempre me entrego, tento fazer meu melhor, acabo errando, como errei muitas vezes e ainda vou errar, é normal para um ser humano. Estou aprendendo cada vez mais com meninos mais novos do que eu”, acrescentou.

Ney afirmou ainda ter sentido maldade por parte do repórter. “Achei sua pergunta maldosa, mas respondo sem maldade. Se você tivesse 24 anos, tivesse tudo que eu ganhei e tudo que eu tenho, você seria o mesmo? Só isso que te pergunto…”


ATUALIZAÇÃO: De acordo com o Portal Imprensa, o repórter que fez a pergunta a Neymar foi Silvio Barsetti, do portal Terra.





Aposta nas melhores casas de apostas do dia 19 de Maio 2024

KTO Sport

Bônus

R$ 200

EsportesdaSorte Sports

Bônus

R$ 300

Parimatch Sport

Bônus

R$ 500

Starda Sport

Bônus

R$ 500

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Roobet Sports

Bônus

R$ 80

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

-

IZZI Sport

Bônus

R$ 100

Bet7k Sports

Bônus

R$ 7.000
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Neymar ver maldade em pergunta de repórter e dispara: “Eu posso e vou para a balada”