E+I vai enfrentar desafios na transmissão da Liga dos Campeões, analisa colunista

Henrique Neves

Atualizado :

Dono dos direitos de transmissão da Liga dos Campeões da UEFA pelas próximas três temporadas na TV fechada, o Grupo Turner (leia-se Esporte Interativo) vai ter muitos desafios na empreitada de levar a competição aos lares brasileiros, na opinião do colunista de TV, Flávio Ricco, publicada neste domingo no UOL.

“Serão muitos os desafios, desde a montagem de uma equipe de peso para as transmissões dos jogos até a inserção da emissora esportiva nas principais operadoras do país – como NET e Sky. Não bastasse isso, ainda terá pela frente a disputa com os canais abertos”, escreveu.

Ele falou em TV aberta, pois pelo novo acordo a Liga dos Campeões também poderá ter dois jogos exibidos na mesma semana, terça e quarta, por exemplo, na Globo e Band ou em uma das duas, “o que já pode ser visto como perigoso indicativo de esvaziamento para a TV fechada”, na visão do colunista. A Band, inclusive, já anunciou a transmissão de dois jogos por semana.

Ricco também questiona “para onde irão as ‘viúvas’ da ESPN Brasil? Ou seja, a audiência daqueles que acompanharam o evento, durante décadas, naquela emissora? Para o Esporte Interativo, ainda sem uma forte representatividade no mercado? Ou para canais convencionais como Globo e Band?

TV Fechada

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 20 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > E+I vai enfrentar desafios na transmissão da Liga dos Campeões, analisa colunista