Deputados aprovam dispositivo na Lei Geral da Copa que desagrada a Globo

Atualizado :

Após um acordo entre as bancadas, a comissão especial que avalia a Lei Geral da Copa do Mundo de 2014 decidiu nesta terça-feira (6) derrubar do texto a obrigação de exibição simultânea da cota diária de 3% do tempo dos jogos do mundial a ser cedida a concorrentes da TV Globo. A medida foi proposta pelo PRB, partido aliado à Igreja Universal do Reino de Deus, ligada à TV Record.

Dessa forma, retransmissoras locais poderiam editar material próprio sobre as partidas, o que, na prática, ampliaria seu tempo de exposição de imagens da Copa do Mundo. Se o texto original fosse mantido, as concorrentes da Rede Globo teriam um tempo de aproximadamente 2 minutos e 40 segundos para exibição diária de imagens coletadas nas partidas.

Com a extensão desse tempo por conta das retransmissoras, como previa a primeira versão do relatório, esse tempo vai dobrar. O argumento do PRB é que diferentes Estados podem ter interesses específicos nas partidas e que as redes locais teriam prejuízos com propaganda.

A primeira versão do relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP) não contava com a exigência de transmissão simultânea – o que acabaria permitindo que apenas programas de abrangência nacional das concorrentes da Globo exibissem material de vídeo coletado durante das partidas da Copa.

Com informações do UOL Esporte

rede globo

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 24 de Julho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Deputados aprovam dispositivo na Lei Geral da Copa que desagrada a Globo