Caio Ribeiro rasga elogios ao Corinthians e torcida diz palavrão em transmissão da Globo

Atualizado :

Quem acompanhou a partida entre Cruz Azul x Corinthians, válida pela Taça Libertadores da América, na noite desta quarta-feira, na Rede Globo, conferiu comentários no melhor estilo “Vai, Corinthians” de Caio Ribeiro, que na oportunidade substituiu Casagrande [que fez as duas primeiras partidas da equipe de Parque São Jorge na competição] e participou da primeira transmissão do torneio em 2012, e ainda se divertiu com a “surdez” de Cléber Machado.

Foram 27 intervenções de Caio durante a partida no México. Julio Cesar fez “boas defesas”, Edenilson foi um “achado” de Tite, Danilo tem sido “decisivo”, e Fábio Santos “sempre cria boas jogadas no ataque”. Chicão, ao salvar o gol em cima da linha, também ganhou os louros por sua “defezassa”. “Foi muito bem o Chicão, tem que comemorar muito mesmo.”

Para Caio Ribeiro, o Corinthians começou com “personalidade e atitude”, chegou a ter a “supremacia” e a jogar “com autoridade”. O time alvinegro não “jogou para empatar”, mas o “empate é consequência”. Enfim, a equipe de Tite “controlou” bem o jogo e “fez sua melhor partida” no torneio, “como se estivesse no Pacaembu”. Mas teve crítica, ou melhor, um conselho. Na verdade, uma carência, já que Caio só “sentiu falta do chute de fora da área”.

O comentarista ainda apontou as equipes brasileiras como “as melhores da Libertadores e favoritas ao título”. “Bom resultado o empate fora de casa. Mas, pelo que o Corinthians jogou, podia ter sido melhor”, disse Caio, ao fim da partida. O Cruz Azul, então, deve ser um timinho, certo? Que nada. Para o comentarista, “é um time bom, mas não fez uma boa partida”. E foi assim que o jogo não saiu do 0 a 0 também no assunto “comentários”.

Já Cléber Machado protagonizou o momento mais divertido e até constrangedor do jogo no México. “Todas as vezes que o Julio Cesar vai repor, eles falam alguma coisa, tem uma espécie de grito de guerra”, disse, referindo-se aos gritos repetidos pela torcida do Cruz Azul em todos os tiros de meta cobrados pelo goleiro do Corinthians.

O repórter Mauro Naves, o único da Globo no México, previu o pior e até alertou que “era um jeito de xingar”, mas o narrador insistiu em prestar atenção na torcida local: “Agora o Julio vai repor a bola e vamos ouvir direito”. Silêncio global, e o grito de “Puuuutoooo” soou nítido.

“Entendeu, Arnaldo? Entendeu, Caio?”, disse Cléber, em meio a risadas, antes de chegar a um veredicto, digamos, educado: “É um jeito de torcer”. No segundo tempo, um complemento: “Eu nunca tinha visto uma torcida secar tanto um tiro de meta.”

Com informações do UOL Esporte

caio ribeiro

cléber machado

rede globo

TV Aberta

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 13 de Julho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Caio Ribeiro rasga elogios ao Corinthians e torcida diz palavrão em transmissão da Globo