Vinicius corre risco de perder a posição? Em seu retorno ao campo, o brasileiro foi substituído aos 60 minutos

Vinicius Júnior retorna ao Real Madrid após ausência por lesão, mas enfrenta dificuldades contra o Valencia. Em um jogo complicado, o brasileiro de 23 anos foi substituído aos 60 minutos por Brahim Díaz, que tem impacto imediato na vitória por 1 a 0 sobre o Mallorca.

Vinicius Júnior voltou ao Santiago Bernabéu após um mês e meio de ausência devido a uma lesão, na vitória do Real Madrid por 1 a 0 sobre o Mallorca. O ponta brasileiro começou como titular pela faixa esquerda do campo, ao lado de Rodrygo Goes e Jude Bellingham no ataque.

Em 60 minutos de jogo, o jogador carioca mal criou chances de perigo com suas fintas, e a equipe conseguiu a vitória com ele no banco. O Real somou três pontos graças a um cabeceio de Antonio Rüdiger no minuto 78, após um cruzamento de Luka Modric.

Assim, os merengues chegaram a 48 pontos no campeonato e são líderes absolutos da liga, à frente do Girona. Mas quem teve um jogo difícil foi Vinicius Júnior. O ex-jogador do Flamengo passou todo o primeiro tempo em uma luta constante com Maffeo e Giovanni González, na qual os zagueiros do Valencia triunfaram em várias ocasiões.

A partida de Vinicius Jr

Vini tentou sete dribles e completou apenas três, além de perder seis dos 10 duelos. Apesar disso, o brasileiro teve as duas chances mais claras de gol no primeiro tempo para o Real. Primeiro, falhou em um mano a mano depois de um passe entre as linhas de Modric.

Depois, fez uma jogada individual com um drible e um potente chute que Predrag Rajkovic defendeu de maneira brilhante. Já no segundo tempo, o camisa 7 merengue não venceu nenhum duelo contra Maffeo e discutiu em duas ocasiões com o árbitro principal.

Isso motivou Carlo Ancelotti a substituir o carioca por Brahim Díaz, aos 60 minutos do jogo. Para benefício do time da casa, o espanhol entrou em grande forma e foi fundamental para a vitória.

Brahim impactou imediatamente no jogo

O substituto de Vinicius, na primeira bola que tocou, cavou uma falta que resultou em advertência para Matija Nastasic. Posteriormente, ele montou uma jogada com Joselu, Federico Valverde e Rodrygo que quase resultou em gol: o espanhol cabeceou à queima-roupa e a bola bateu na trave.

Em 30 minutos, metade do tempo que Vini jogou, Brahim deu mais passes do que o brasileiro e teve uma precisão maior: 89%. Além disso, venceu 50% de seus duelos e gerou duas faltas perigosas na entrada da área, que Toni Kroos e Rodrygo desperdiçaram em cobranças de falta.

Além disso, o Real Madrid acumula três vitórias consecutivas quando Brahim e Rodrygo estão em campo juntos. O carioca e o espanhol se entendem perfeitamente e criam espaço para que outros jogadores, como Bellingham, invadam a área.

Na verdade, Goes, conforme declarado por ele mesmo, joga melhor quando parte da esquerda para o centro do que de dentro para fora.

Próximo jogo de Vinicius

Vini e o Madrid enfrentarão a Arandina no sábado, 6 de janeiro, nas oitavas de final da Copa do Rei. Esse jogo servirá ao brasileiro para ganhar mais ritmo e estar em plena forma para a Supercopa da Espanha, que começará em 10 de janeiro em Riad, na Arábia Saudita.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Espanha > La Liga > Vinicius corre risco de perder a posição? Em seu retorno ao campo, o brasileiro foi substituído aos 60 minutos