Após humilhação contra o Real de Vini Malvadeza, Barça decide destino de Xavi

Xavi Hernández recebeu o apoio da diretoria.

O Barcelona viveu um pesadelo na final da Supercopa da Espanha. O time catalão sofreu uma goleada contra seus rivais. Com todas as dificuldades no campeonato espanhol, a equipe teve a chance de ganhar uma moral com o título da Supercopa, mas esbarrou na “parede branca”. A derrota por 4 a 1 poderia ter custado o emprego de Xavi, mas aconteceu o contrário porque ele recebeu o apoio do diretor esportivo do clube.

“Essa pergunta não faz sentido. O técnico ainda tem a confiança do presidente e dos diretores esportivos e essa derrota não muda nada”, disse Deco em uma entrevista à Movistar+ quando perguntado se a continuidade de Xavi no banco de reservas estava em perigo.

A pergunta surgiu porque Ernesto Valverde foi demitido depois de não conseguir produzir um resultado positivo na primeira Supercopa disputada fora da Espanha. Os Blaugrana perderam nas semifinais e esse resultado não foi bem aceito pela diretoria. Embora os catalães quisessem levantar o troféu, não conseguiram. Agora eles precisam virar a página, como disse Deco:

“Era um título que queríamos conquistar e esse 4 a 1 é uma derrota difícil, mas não conseguimos lutar. Temos de seguir em frente e pensar na Copa agora. Há um jogo na quinta-feira em Salamanca. Não há mais nada a fazer a não ser trabalhar”, enfatizou.

Por outro lado, parte do apoio, além de dar continuidade ao projeto, é o fato de o Barcelona ter limitações financeiras. Além de não contar com nenhuma contratação no mercado de inverno, a única foi Vitor Roque. Por essa razão, o timoneiro deve se contentar com o elenco para endireitar o rumo e, por sua vez, lutar nos três torneios que restam.

Xavi Hernandez pediu desculpas aos torcedores pela derrota

A derrota retumbante contra o Real repercutiu em todo o mundo do futebol. A continuidade de Xavi foi questionada, assim como as imagens de frustração dentro da equipe. Por isso, o Diretor Esportivo veio a público pedir desculpas a todos os blaugranas:

“Foi uma derrota difícil. Decepcionado, não como treinador, mas como Culé, porque mostramos o pior lado da equipe no pior cenário. E quero pedir desculpas sinceras e honestas aos torcedores, porque essa não é a imagem que o Barça deve mostrar em uma final e muito menos contra o Madri. Não estivemos no nível ou à altura das circunstâncias”, disse ele.

Nos primeiros dez minutos, os merengues já venciam por 2 a 0, embora esse seja um dos resultados mais enganosos do futebol, pois o Barcelona continuou deixando espaços, de modo que o placar aumentou e terminou em 4 a 1.

A imprensa especializada apontou que a abordagem de Xavi não foi a melhor, daí o resultado final. Esse foi outro motivo que abriu a questão se Xavi deveria continuar como técnico da equipe. Além disso, o próprio técnico aceitou que a equipe de Carlo Ancelotti foi superior na final. Embora ele tenha se comprometido a lutar pelos títulos que estão em disputa:

“Assim como no ano passado mostramos o nosso melhor, hoje mostramos o nosso pior. É um título perdido, mas ainda acredito no projeto e ainda podemos ter uma grande temporada. Agora temos que nos segurar. Precisamos reiniciar e lutar pelos três títulos que ainda restam”, acrescentou.

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Espanha > La Liga > Após humilhação contra o Real de Vini Malvadeza, Barça decide destino de Xavi