Maldini dispara contra diretores de ex-clube! Lenda do Milan se diz decepcionado

Paolo Maldini falou a um jornal italiano sobre a sua polémica demissão da direção do Milan.

Paolo Maldini não escondeu nada e foi direto com o jornal La Repubblica sobre a sua demissão da direção do Milan. Isto aconteceu há seis meses, quando foi demitido pela Red Bird Capital, empresa americana adquiriu o clube a título definitivo em agosto de 2022.

“Se o clube vendido por 1.2 mil milhões de euros e os novos proprietários quiserem mudar, é um direito deles, mas há que respeitar as pessoas e os papéis. Tive de chegar a um acordo para que os meus direitos fossem respeitados. O meu amor pelo Milan continua incondicional e quem disser o contrário sabe que está mentindo. Felizmente, o público não foi afetado”, exclamou.

Para além disso, o antigo jogador rossoneri deu detalhes sobre a forma como foi destituído do cargo de diretor esportivo:

“Os objetivos eram, imaginando a eliminação da Liga dos Campeões, ganharmos o título da Liga Europa e assim garantir vaga para a próxima Liga dos Campeões. Em vez disso, chegámos às semis da Liga dos Campeões e isso custou pelo menos 70 milhões de euros. Penso que a decisão de me demitir foi tomada meses antes e havia quem soubesse disso.

A companhia pediu ao corpo diretivo para ganharmos a Liga dos Campeões, eu expliquei a eles que nós precisávamos de um plano a três anos para alcançar esta meta. Preparamos o plano durante meses. Foram 35 páginas de estratégia. Nunca obtivemos respostas. Quanto às 35 contratações, fomos criticados por causa do De Ketelaere, que tinha 21 anos. Quando se contrata com essa idade, a percentagem de erros é maior. É preciso esperar, ajudar, cuidar… “, acrescentou Maldini.

A lenda do futebol italiano também falou sobre a venda inesperada do meia Sandro Tonali ao Newcastle, da Premier League. O dirigente afirmou que fez de tudo o que estava ao seu alcance para não vender Tonali, pois não era necessário. Isto aconteceu por vontade da companhia americana Red Bird Capital.

Uma das declarações mais marcantes foi feita em relação a Lionel Messi. Maldini tentou contratar o astro argentino depois dele ter sido dispensado do seu contrato com o Barcelona.. No entanto, devido ao facto do PSG ter avançado cedo, tudo não passou de uma mera ideia.

 

Os cinco anos de Paolo Maldini

Em 2018, o memorável capitão tornou-se Diretor de Estratégia e Desenvolvimento Esportivo da Associazione Calcio Milan. A sua incorporação foi celebrada pelos torcedores, devido ao seu desempenho impecável como jogador e ao seu notável amor pelas cores do clube.

Durante a sua direção, a instituição conquistou o Scudetto 19º. Conquista obtida após onze anos sem levantar o cobiçado troféu.

Durante o seu mandato, o Milan chegou também às semi-finais da Liga dos Campeões. Nessas semis, a equipe foi eliminada pelo seu clássico rival, o Inter de Milão. A sua gestão será lembrada como cautelosa e eficaz. Construiu o time titular que chegou às semis da Liga dos Campões com apenas 150 milhões de euros. Muito abaixo do preço de mercado. Muito abaixo dos 600 milhões gastos pelo Chelsea.

Entre essas contratações estão vários jogadores que são a base do atual plantel de Stefano Pioli: Olivier Giroud, Rafael Leão, Theo Hernández, Ismael Bennacer, Fikayo Tomori e Mike Maignan são os casos mais notáveis.

Por último, durante o seu período como diretor foram gastos um pouco mais de 300 milhões de euros. Isto permitiu equilibrar o orçamento financeiro e aumentar a competitividade da mão de obra todos os anos.

 

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

 

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Itália > Serie A Itália > Maldini dispara contra diretores de ex-clube! Lenda do Milan se diz decepcionado