Chute na canela é fichinha! Descubra quais são as 10 piores lesões no futebol

O futebol, palco de paixões intensas, também testemunhou tragédias marcantes devido a lesões devastadoras em jogadores renomados. Desde a rivalidade entre Roy Keane e Alf-Inge Haaland que culminou na aposentadoria do norueguês devido a uma ruptura de ligamentos, até Petr Čech, goleiro do Chelsea, cuja carreira foi marcada por um crânio fraturado após uma joelhada de Stephen Hunt. Entre outras histórias impressionantes, destacam-se as fraturas expostas de Eduardo da Silva e David Busst, revelando a dura realidade das piores lesões no mundo do futebol.

Quais são as 10 piores lesões sofridas por um jogador na história do futebol? Confira neste artigo!

Sabe quais foram as piores lesões sofridas no futebol?

Na carreira dos atletas é praticamente impossível não sofrer uma lesão. O contato físico a que os jogadores de futebol estão sujeitos diariamente e a intensidade com que vivem os jogos significam que a probabilidade de perder várias partidas está sempre presente.

É precisamente esta paixão e a forma como lutam pela bola que têm proporcionado os melhores duelos da história, mas também os momentos mais estressantes e preocupantes. Desde entorses e distensões a rupturas de ligamentos e fraturas, são algumas das lesões a que os jogadores estão expostos. Descubra aqui quais são as 10 piores lesões sofridas por um futebolista na história.

 

 

As 10 piores lesões no futebol

#10 Ronaldo Nazario

Ronaldo é um dos melhores atacantes da história, mas o seu legado teria sido provavelmente muito maior se não fosse por lesões no joelho. Esta saga começou em novembro de 1999, quando jogava no Inter de Milão. Sofreu uma falta durante um jogo com o Lecce, o que lhe provocou uma rutura parcial do tendão patelar direito.

Isso levou-o a ficar 6 meses sem pisar um campo de futebol. Este período teve de ser prolongado em abril de 2000, quando driblou Fernando Couto, da Lazio. Nessa altura, sofreu uma rutura completa do mesmo tendão e esteve 9 meses parado.

Em janeiro de 2008, num Milan x Livorno, sofreu uma rutura total do tendão patelar do joelho esquerdo. Com estas três lesões ao longo da sua carreira, tem duas cicatrizes nos joelhos, como prova das operações a que foi submetido nessa zona.

ronaldo nazarioFoto: Claro Sports

#9 André Gomes – Fratura do tornozelo direito

Durante um confronto entre o Everton e o Tottenham, em novembro de 2019, o jogador português sofreu uma fratura no tornozelo direito, uma lesão grave que preocupou os seus companheiros de equipe e os levou a pedir assistência imediata. Gomes estava com a bola quando recebeu uma forte pancada de Heung-Min Son que o levou a fraturar o tornozelo direito.

A imagem chocante da lesão do português provocou uma preocupação generalizada para os espectadores do jogo e gerou o pedido de desculpas do sul-coreano. Este duro golpe o deixou fora de ação durante 112 dias.

André Gomes disse: “Durante este período, tive momentos muito ruins. Não posso dizer que não tive dores ou que não fiquei com o pé bloqueado como uma pedra. Tive dias assim, mas queria poder ver o jogo e voltar com a equipe o mais rapidamente possível.”

andré gomesFoto: Marca

#8 Luciano Sánchez – Fratura e luxação completa da rótula da perna esquerda

No jogo da primeira rodada das oitavas de final da Taça Libertadores da América entre Argentinos Juniors e Fluminense, o lateral-direito argentino sofreu uma lesão grave que o levou diretamente para o hospital. O jogador estava a caminho da bola quando Marcelo, ex-Real Madrid, pisou acidentalmente em sua perna.

A ação ocorreu aos 55 minutos do jogo e provocou a fratura e a deslocação total da rótula da perna esquerda do argentino. Como resultado, o lateral ficará de fora pelo resto da temporada de 2023, uma vez que terá um atestado médico entre 9 meses e um ano.

piores lesões no futebol, luciano sanchezFoto: Los Angeles Time

#7 Ezequiel Ham – Fratura exposta do tornozelo

Durante um jogo entre o Boca Juniors e o Argentinos Juniors, em setembro de 2015, Ham recebeu uma forte pancada no tornozelo de Carlos Tevez. O médio tinha acabado de marcar o primeiro gol do jogo e estava a avançar novamente quando recebeu um pontapé pelo jogador xeneize, resultando numa lesão no tornozelo – uma fratura exposta.

Após o incidente, o futebolista argentino teve de ser submetido a duas operações, uma vez que se confirmou que o seu tornozelo estava fraturado em três lugares. Como resultado, ele ficou 8 meses fora de ação até poder voltar oficialmente a jogar.

piores lesões no futebol, ezequiel hamFoto: Infobae

#6 Alf-Inge Haaland – Rutura dos ligamentos

O médio atacante norueguês tinha uma das rivalidades mais comentadas no futebol inglês com Roy Keane. Essa foi a razão para um duro golpe do jogador inglês do Manchester United, o que levou à sua aposentadoria.

O atleta dos Diabos Vermelhos tinha acabado de sair de uma lesão no joelho numa tentativa de chutar o norueguês quando este jogava no Leeds. Na época, Keane não conseguiu, mas 4 anos mais tarde, em abril de 2001, essa tentativa tornou-se um fato durante um dérbi de Manchester.

O irlandês desferiu um forte pontapé em Haaland, resultando em ligamentos rasgados no seu joelho esquerdo. Após 4 operações, não conseguiu recuperar e teve de se aposentar aos 31 anos.

piores lesões no futebol, alf inge haalandFoto: La Vanguardia

#5 Manuel Pablo – Fratura da tíbia e do perônio

O lateral-direito do Deportivo La Coruña foi afastado após sofrer uma lesão grave num jogo contra o Celta de Vigo, em setembro de 2001, na capital espanhola. Numa disputa de bola com Everton Giovanella, o espanhol acabou voando pelo ar e com uma evidente fratura da tíbia e do perônio na perna direita.

Inicialmente, pensava-se que o lateral ficaria afastado por alguns dias, mas seu tempo de recuperação foi alargado para 9 meses. Apesar desse período, o futebolista conseguiu retomar sua carreira ao mais alto nível.

piores lesões no futebol, manuel pabloFoto: La Voz de Galicia

 

#4 César Jiménez – Lesão no joelho

Sua carreira foi interrompida após enfrentar o Real Madrid, quando jogava no Real Zaragoza, em janeiro de 2005. Neste jogo da La Liga, o defesa-central sofreu uma lesão no joelho numa disputa de bola com Luís Figo e acabou por receber uma terrível pancada no joelho.

O jogador português estava com a bola e tirou-a para continuar o ataque, mas acertou em cheio na bola com sua chuteira no joelho esquerdo de Jiménez. O resultado foi uma rutura da “superfície articular inferior do corno posterior do menisco interno e, pelo menos, uma rotura parcial da plastia do ligamento cruzado anterior”.

Após quatro operações em 2 anos, pendurou as chuteiras aos 30 anos.

piores lesões no futebol, césar jiménezFoto: AS


#3 Eduardo da Silva – Fratura exposta do perônio com ruptura de ligamentos

Durante sua passagem pelo Arsenal, o atacante brasileiro sofreu uma fratura do perônio na perna esquerda com ruptura de ligamentos. Essa lesão ocorreu em fevereiro de 2008 durante um duelo entre os Gunners e o Birmingham na Premier League. Nesse jogo, o jogador recebeu uma forte pancada de Martin Taylor.

O golpe forte manteve-o afastado dos gramados por 10 meses. Eduardo da Silva afirmou que a lesão “foi tão grave que poderia ter perdido a perna“. Apesar disso, recuperou bem, mas nunca mais voltou a ser o que era.

piores lesões no futebol, eduardo silvaFoto: RedGol

 

#2 David Busst – Fracturas da tíbia e do perónio

Ele sofreu uma das piores lesões no futebol durante sua passagem pelo Coventry City. Em abril de 1996, num jogo entre o Sky Blues e o Manchester United, Busst preparava-se para finalizar uma bola e marcar o primeiro gol do jogo. Nesse momento, foi atingido em cheio por Denis Irwin e Brian McClair na tentativa de afastar a bola.

Os defesores dos Diabos Vermelhos atacaram Busst de ambos os lados, resultando numa fratura exposta da tíbia. O jogador teve de ser retirado de ambulância, deixando uma poça de sangue no local onde foi atingido.

David sofreu uma fratura da tíbia e do perônio, o que o levou a ser operado 26 vezes. Além disso, a lesão foi repetidamente infetada, levando à remoção de parte do músculo da perna. Essa situação levou o inglês a se aposentar do futebol aos 29 anos.

piores lesões no futebol, david busstFoto: La Pelotona

#1 Petr Čech – Crânio fraturado com uma cavidade craniana

Enquanto defendia o gol do Chelsea, Čech sofreu uma lesão que o marcaria pelo resto de sua carreira. Num duelo em outubro de 2006, os Blues enfrentaram o Reading. O jogo tinha acabado de começar quando o checo levou uma joelhada na cabeça por Stephen Hunt, resultando numa fratura e numa cavidade no crânio.

O goleiro tcheco teve de ser retirado imediatamente para um centro clínico, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica para tratar a lesão. A fratura fez com que ele perdesse um ano nos campos de futebol, mas não interrompeu sua carreira. Quando regressou, o fez usando uma máscara especial na cabeça, que se tornou sua marca registrada.

piores lesões no futebol, petr cechFoto: RTS

 

As 10 piores lesões do futebol

Jogador Tempo livre
Petr Čech Um ano
David Busst Obrigou a aposentar-se
Eduardo da Silva 10 meses
César Jiménez Teve de se aposentar
Manuel Pablo 9 meses
Alf-Inge Haaland Isso levou-o à aposentadoria
Ezequiel Ham 8 meses
Luciano Sanchez Ainda lesionado desde agosto de 2023
André Gomes 3 meses e meio
Ronaldo Nazário 6 e 9 meses

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol de Seleções > Chute na canela é fichinha! Descubra quais são as 10 piores lesões no futebol