Juiz ladrão! LaLiga, RFEF e CTA tentam corrigir alterações ao sistema de arbitragem

Publicado :

A LaLiga EA Sports, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Comissão de Arbitragem (CA) se uniram para reformar o sistema de arbitragem após críticas no "Caso Negreira". A crise na arbitragem gerou protestos de clubes de futebol devido ao uso de decisões controversas pelos árbitros. As entidades buscam evitar polêmicas desnecessárias e aumentar a transparência na arbitragem, considerando a possibilidade de explicar os sistemas de promoção e rebaixamento dos árbitros.

As três entidades reuniram-se com o objetivo de alterar o sistema de arbitragem, em resposta às críticas de que foram alvo no Caso Negreira.

A LaLiga EA Sports, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Comissão de Arbitragem (CA) reuniram-se na quarta-feira para decidir as diretrizes que irão orientar a nova direção do mundo da arbitragem após a polêmica do Caso Negreira. Luis Medina Cantalejo e Pedro Rocha buscam estabelecer diretrizes para o bom desenvolvimento da arbitragem no futebol espanhol.

A crise na arbitragem levou vários clubes a protestarem contra a forma como as decisões dos árbitros são tomadas. Cantalejo e Rocha reuniram-se com membros proeminentes da LaLiga com dois objetivos: evitar mais polêmicas desnecessárias e buscar um enquadramento adequado para esta atividade crucial no mundo do futebol.

Entre as preocupações da LaLiga está o sistema de nomeação e avaliação da CA. Nos últimos meses, vários clubes pediram mudanças que permitiriam uma maior abertura no mundo da arbitragem.

Por sua vez, a CBF manifestou sua preocupação com o momento difícil que os árbitros estão atravessando e mostrou sua intenção de lhes dar maior proteção. No entanto, também os exortou a tomar decisões que evitem gerar mais polêmica.

Em abril, o presidente da LaLiga, Javier Tebas, falou sobre a mudança que pretende implementar na gestão dos árbitros, seguindo o modelo da Premier League de árbitros independentes. Isso contrasta com os objetivos da própria Confederação Brasileira de Futebol.

“Queremos um modelo diferente de gestão da arbitragem. Não estamos inventando nada, queremos copiar o modelo de árbitros independentes da primeira divisão”, comentou Tebas.

 

LaLiga contempla maior abertura no mundo da arbitragem

A ideia partiu de uma iniciativa da Primeira Divisão espanhola, que permitiu aos espectadores entrar nos vestiários das equipes e se aproximarem dos protagonistas do jogo através das câmeras. O objetivo é proporcionar um maior acesso e clareza nas decisões dos árbitros.

Esta proposta foi apoiada por algumas das equipes que manifestaram à CBF a necessidade de mudanças no mundo da arbitragem. Espera-se que essa abertura permita uma visão diferente em relação aos árbitros, tanto por parte dos torcedores como dos jogadores, permitindo um ambiente mais tolerante e compreensivo.

Pedro Rocha, em uma de suas últimas intervenções, referiu que essa abertura ao conhecimento sobre a arbitragem permitirá uma maior transparência. Defendeu também a CA e destacou sua capacidade profissional:

“São os melhores da Europa no mundo da arbitragem. São profissionais que temos de apoiar, e o presidente do Conselho de Administração da CBF está totalmente empenhado neles. É importante aprender com as críticas também neste âmbito”.

 

Acompanhe novidades do Esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 21 de Julho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Espanha > La Liga > Juiz ladrão! LaLiga, RFEF e CTA tentam corrigir alterações ao sistema de arbitragem