“Com todo o respeito, mas nós somos um clube francês”, presidente do PSG alfineta Messi

Publicado :

O presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi, explicou a ausência de homenagens a Lionel Messi após a Copa do Mundo de 2022, destacando as razões de segurança que levaram o clube francês a não realizar uma celebração no Parc des Princes. Al-Khelaïfi também abordou especulações sobre Kylian Mbappé e enfatizou o orgulho do PSG em tê-lo como jogador.

O presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi, não se calou e admitiu qual a razão para não homenagear Messi após a Copa do Mundo no Qatar em 2022.

Nasser Al-Khelaïfi está mais uma vez no centro das atenções da mídia, mas desta vez não é devido a Kylian Mbappé, e sim a Lionel Messi. Há alguns dias, La Pulga concedeu uma entrevista a um jornalista argentino e mencionou que era o único campeão da Copa do Mundo de 2022 que não recebeu uma homenagem, ao que Al-Khelaïfi respondeu:

Como todos viram, festejamos Messi nos treinos (quando ganhou a Copa do Mundo) e também o celebramos em privado. Mas, com todo o respeito, somos um clube francês….,

garantiu Al-Khelaïfi.

O dirigente do clube disse que há muita conversa fora do estádio, mas a decisão de não homenagear Messi no estádio foi por razões de segurança. Nasser disse que era uma situação delicada realizar uma comemoração no Parc des Princes, pois eles também tinham que respeitar a França, o país derrotado pela Argentina.

No entanto, Al-Khelaïfi disse que eles o felicitaram nos treinos e também em particular depois de coroado campeão mundial. Também disse que o argentino era e é um jogador incrívelpor isso, estavam orgulhosos de tê-lo na equipe.

Sorrisos escondidos, celebração modesta

Para confirmar que prestaram homenagem ao capitão da Argentina, o presidente dos parisienses recordou que publicaram um vídeo para felicitá-lo. Além disso, o PSG entregou-lhe um prémio e os seus colegas de equipe o aplaudiram em um corredor de honra.

Messi queria receber a mesma homenagem que os seus companheiros de equipe receberam por terem ganho uma Copa do Mundo. No entanto, ele disse que é compreensível que nada especial fosse feito. porque ele estava no país que foi privado da oportunidade de conquistar o título.

Kylian Mbappé queria seguir os passos de Messi?

Al-Khelaïfi também teve de responder a uma das questões que mais interessava aos adeptos do clube e aos apoiantes de Mbappé: Kylian queria sair? O presidente do clube parisiense não quis entrar no assunto, preferindo comentar que o que aconteceu permanece à porta fechada.

Os problemas que tivemos ficaram na família e Kylian faz parte da família,

declarou o diretor do clube francês.

Da mesma forma, disse estar orgulhoso do desempenho de Kylian e de toda a equipe. Também aproveitou o momento para dizer que têm o Mbappé, que é o melhor jogador do mundo e merece o prêmio Bola de Ouro.

No entanto, o atacante francês não terá uma tarefa fácil. Terá de competir com Erling Haaland, Lionel Messi, Harry Kane, Julián Álvarez, Robert Lewandowski, Luka Modric, Mohamed Salah e Karim Benzema, entre outros, para ganhar o prêmio.

Acompanhe novidades sobre o Messi em seu X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 16 de Julho 2024

1 comentário em ““Com todo o respeito, mas nós somos um clube francês”, presidente do PSG alfineta Messi”

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > “Com todo o respeito, mas nós somos um clube francês”, presidente do PSG alfineta Messi