Série da TV Brasil percorre estádio Moisés Lucarelli, da Ponte Preta, neste domingo

Henrique Neves

Publicado :

O quinto programa inédito da série documental Estádios Históricos, produção original da TV Brasil, visita o estádio Moisés Lucarelli, conhecido como “Majestoso”, sede da Ponte Preta, clube de Campinas, no interior de São Paulo. A edição apresentada neste domingo (5), às 18h30, fica disponível no app TV Brasil Play.

O município paulista é tema de outro episódio da atração. O conteúdo sobre o Brinco de Ouro da Princesa, estádio do Guarani, principal adversário do alvinegro campineiro, está previsto para entrar na programação do canal público em abril.

A temporada de estreia do seriado vai até seis estádios em São Paulo e sete no Rio de Janeiro. Os destinos da produção em Sampa são: Canindé (Portuguesa), Vila Belmiro (Santos), Brinco de Ouro da Princesa (Guarani), Moisés Lucarelli (Ponte Preta), Rua Javari (Juventus) e Nicolau Alayon (Nacional).

Já no Rio de Janeiro, a série mostra sete construções históricas do futebol carioca. Na capital, as atrações contemplam Laranjeiras (Fluminense), São Januário (Vasco), Gávea (Flamengo), Moça Bonita (Bangu), Luso-Brasileiro (Portuguesa) e Ronaldo Nazário (São Cristóvão). Na região do sul do estado, o programa viaja até o Raulino de Oliveira (Volta Redonda).

Estádio é marco na trajetória da Ponte Preta

A série Estádios Históricos, da TV Brasil, resgata o advento do estádio Moisés Lucarelli a partir do depoimento de torcedores ilustres da Ponte Preta. Com 122 anos de existência, o centenário time campineiro é considerado hoje um dos clubes de futebol mais antigo do país.

As cores que representam a equipe são o preto e branco. O uniforme também se destaca e consiste em uma camisa branca caracterizada por uma faixa negra diagonal. A marcação inicia na área próxima ao ombro esquerdo e termina na porção direita do quadril.

Desde a fundação, em 1900, o lema da entidade esportiva é a resistência. A instituição teve entre seus fundadores o primeiro jogador negro do futebol nacional, Miguel do Carmo. Ao longo de sua história, a Ponte Preta enfrentou situações de preconceito e racismo. Os jogadores sofreram discriminação.

No início da prática esportiva, o elenco era formado por operários, negros e pessoas simples. Os atletas da equipe eram chamados de macacos pelas torcidas adversárias. De uma forma positiva, a Ponte Preta transforma o apelido maldoso em uma das primeiras mascotes femininas no futebol brasileiro, a Macaca.

Outra adversidade encarada pelo alvinegro se referia exatamente ao fato de por muito tempo não ter estádio próprio para mandar seus jogos. A equipe era chamada pelos rivais de um time com apenas “11 camisas”.

Em sua trajetória, a Ponte Preta ainda lida com prejuízos financeiros e perda de jogadores, mas a mobilização de seus torcedores faz a diferença. O clube alcançou sucesso na campanha para a construção de seu estádio na década de 1940. O Moisés Lucarelli vira motivo de orgulho para todo o seu fanático público.

Apesar de não ter conquistado tantos títulos, a história reserva essa vitória repleta de suor, lágrimas e emoção ao time. A ideia de pertencimento se fortalece ainda mais e a Ponte Preta mantém uma torcida apaixonada pela equipe do coração. A narrativa promove memórias muito latentes para os alvinegros.

Surgimento do “Majestoso”

Inaugurado em 1948, o estádio da Ponte Preta foi uma construção feita com doações realizadas por torcedores do clube durante anos. No começo, a capacidade do Moisés Lucarelli era de 35 mil espectadores. Hoje, após reformas, a arena está liberada para pouco mais de 17 mil pessoas nas arquibancadas.

A alcunha de “Majestoso” para o estádio da equipe alvinegra se deve porque sua capacidade na época da inauguração, nos anos 1940, era a terceira maior do país. O estádio campineiro ficava atrás apenas do Pacaembu, em São Paulo, e de São Januário, no Rio de Janeiro.

Sem recursos para erguer o estádio, o clube contou com o apoio de associados, de torcedores e da comunidade. O nome Moisés Lucarelli homenageia um sócio da Ponte Preta que contribuiu para adquirir o terreno, idealizar o estádio e ajudar na mobilização para arrecadar fundos e tornar o sonho realidade.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 23 de Junho 2024

1 comentário em “Série da TV Brasil percorre estádio Moisés Lucarelli, da Ponte Preta, neste domingo”

  1. que orgulho da minha Macaquinha, hoje eu meu marido, também Pontepretano doente(rsrsrs) moramos na Paraiba, mas não deixamos de assistir nenhum jogo da Macaca. podemos estar em qq evento, tem jogo a gente se afasta, liga o celular na rádio e vamos que vamos torcer… é uma paixão inexplicável e avassaladora… obrigada por mais essa oportunidade de vivenciar nossa história!

    Responder
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Streaming > Série da TV Brasil percorre estádio Moisés Lucarelli, da Ponte Preta, neste domingo