Globo quer ocupação das datas do calendário do futebol com viés mais comercial e de desenvolvimento

Atualizado :


A Globo se mostra preocupada com fatores que impactam diretamente no Campeonato Brasileiro como data Fifa, excesso de jogos e times mistos para focar na Libertadores e Copa do Brasil. Em entrevista ao Lance!, o diretor de direitos esportivos da empresa, Fernando Manuel Pinto, falou sobre planejamento, erros e propostas de mudança para o certame.

“O Campeonato Brasileiro, que é fascinante pelo equilíbrio e imponderável em termos de disputa, também é afetado em rodadas intermediárias ou decisivas. Esse ano acontece e ano que vem vai acontecer de novo. Precisamos, definitivamente, sair de um estágio onde todos reconhecem o problema para, de fato, trabalhar as alternativas e agir. Compreendo que o calendário brasileiro resulte de uma série de necessidades, costumes e tradições, mas o fato é que a gente carece de um debate e ocupação das datas com viés mais comercial e de desenvolvimento”, declarou o diretor.

Fernando Manuel Pinto concorda com a maior parte das reclamações sobre o calendário e também cobra por uma mudança. Entretanto, é enfático: “o cenário é preocupante para os clubes no quesito comercial”. As datas espremidas atrapalham a valorização do principal produto da emissora.

“O resultado final é que o Campeonato Brasileiro acaba espremido. Temos uma situação atípica no Brasil. Por ficar espremido com tantos jogos em poucos meses, você acaba provocando isso. Somos todos responsáveis por isso, por não antecipar problemas, por se apegar demais ao passado e não promover mudanças necessárias. Eu me preocupo com o necessário. Tanto para o Grupo Globo
quanto para os clubes, de modo comercial, esse cenário é bem preocupante”, completa.

Para conferir a entrevista na íntegra, clique neste link.






Globo

TV Aberta

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 13 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Globo quer ocupação das datas do calendário do futebol com viés mais comercial e de desenvolvimento