Testemunha diz que Globo pagou propina por direitos de TV; emissora nega

Atualizado :

Da Folha de S. Paulo (Silas Martí)

O Grupo Globo foi citado por Alejandro Burzaco, ex-homem forte da companhia de marketing argentina Torneos y Competencias SA, como uma de seis empresas que teriam pago propina para ganhar a concorrência dos direitos de transmissão de torneios internacionais.

Num dos depoimentos mais aguardados do julgamento do escândalo de corrupção da Fifa, em Nova York, Buzarco disse que grupos de mídia, entre eles a Globo e a brasileira Traffic, além de Televisa, do México, a americana Fox e a argentina Full Play fizeram pagamentos irregulares para obter vantagens.

Ele foi ouvido como uma das testemunhas da acusação no julgamento de José Maria Marin, ex-presidente da CBF acusado de extorsão, fraude financeira e lavagem de dinheiro durante negociações de contratos com a Fifa.

Em nota, o Grupo Globo afirmou “veementemente” que “não pratica nem tolera qualquer pagamento de propina”. A empresa lembra ainda que após mais de dois anos de investigação não é parte nos processos relacionados à corrupção na Fifa na Justiça americana.

“Em amplas investigações internas, [o Grupo Globo] apurou que jamais realizou pagamentos que não os previstos nos contratos”, diz a nota.

Ainda assim, o grupo afirma que se colocará à disposição das autoridades americanas. Os outros grupos de mídia citados por Buzarco ainda não se pronunciaram sobre o caso.






Globo

TV Aberta

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 17 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Testemunha diz que Globo pagou propina por direitos de TV; emissora nega