Globo é novamente citada em suposto esquema de pagamento de propina no caso Fifa

Atualizado :

Mais uma das testemunhas de acusação do julgamento do ex-presidente da CBF, José Maria Marin, no escândalo de corrupção da Fifa citou a Globo em suposto esquema de pagamento de propinas por direitos de transmissão da Copa América e da Copa Libertadores. A informação é da Folha de S. Paulo, por Silas Martí.

José Eladio Rodríguez, ex-braço direito de Alejandro Burzaco, o empresário argentino dono da Torneos y Competencias, disse que a T&T, uma offshore desse grupo de marketing esportivo, foi criada na Holanda para receber pagamentos de grupos de mídia, entre eles a emissora brasileira, que então seriam desviados aos chefes do futebol.

Os valores, segundo Rodríguez, eram inflados na venda dos direitos a essas empresas para disfarçar o volume de verbas ilícitas embutida nos contratos.

Rodríguez reconheceu José Maria Marin, ex-presidente da CBF que agora está sendo julgado em Nova York, como um dos que receberam propina. Ele citou ainda Marco Polo Del Nero, atual chefe do futebol brasileiro, e Ricardo Teixeira, que abandonou o mesmo cargo há cinco anos sob uma série de suspeitas.

O mais novo depoimento dado no julgamento, que está agora em sua quarta semana, repete alegações de Burzaco, dadas há duas semanas.






Globo

TV Aberta

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 17 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Globo é novamente citada em suposto esquema de pagamento de propina no caso Fifa