Mercado aberto na aberta, por Alipio Jr.

Atualizado :

Alipio Jr. – colunista do esporteemidia.com
@alipiojr

Mercado aberto na aberta

Com a surpresa de todos e do mercado em geral com a aquisição da Champions League pelo Esporte Interativo, a semana foi de intensas probabilidades, boatos e similares, do que poderia ser feito com esses direitos como poder de barganha. E dentre tantas possibilidades, me chamou atenção o comentário de que a Rede Globo é dona dos direitos para a tevê aberta, mas simplesmente dá de ombros para ele. Passando jogos do Real Madrid e do Barcelona quando lhe interessa, ou exibindo os confrontos finais.

A Band, parceira na TV aberta, costuma transmitir o jogo exibido a quarta-feira. É um jogo apenas, mas é melhor do que nada. Óbvio que ela escolhe o jogo que acha mais atrativo e que contenha mais brasileiros, para que o público se interesse também. É o que a Rede Globo faz. Curioso notar que ambas esquecem que o fã de futebol, continuará sendo fã tendo ou não no elenco um brasileiro. E esquece que nossos jogadores são cada vez menos protagonistas nos principais elencos internacionais.

Isso deixa claro que há na tevê aberta um gigantesco lastro para a transmissão esportiva. Simplesmente porque aquela que é a detentora de boa parte dos direitos, acha suas novelas mais importantes que os eventos e pensa que apenas as fases finais merecem sua atenção. É assim com o futebol internacional, é assim com o vôlei e seria assim até com o basquete, se esse fosse melhor em nosso país.

Por isso, o anúncio de que a Rede TV está disposta a investir no esporte, é muito interessante. Na transmissão do XFC, evento do Bellator, usou Wanderley Silva como comentarista e ele, com toda a fanfarronice que lhe é peculiar, disse que queria que o evento fosse mais conhecido que o do seu primo UFC. Não será, já que as estrelas e o glamour está no outro, mas com maior visibilidade, o fã procurará o canal para acompanhar.

Se a emissora, conhecida por problemas financeiros, trocar a venda do seu espaço para igrejas por exibição de eventos, só tem a ganhar. Hoje, Rede Globo e Band possuem uma transmissão engessada de alguns eventos e a tevê aberta carece de maior interesse no esporte ao longo da semana. Ampliar exibição da Série B, tentar exibir outros jogos da Champions League ou até mesmo da Europa League, pode ser um caminho que arrastará consigo maior interesse por seus demais debates esportivos.

Basta o canal levar esse anúncio a sério, contratar pessoas sérias e por o planejamento em prática. Mercado na tevê aberta há, e ele sempre está aberto há um pouco mais.

Abraços.

Alipio Jr.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 14 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Mercado aberto na aberta, por Alipio Jr.