Câmara Federal analisa projetos que fixam horário para o futebol; emissoras são contra

Atualizado :

A Câmara dos Deputados analisa três projetos de lei diferentes que pretendem fixar um horário máximo para o término dos jogos de futebol.

Apoiadas na falta de segurança, no término da circulação dos transportes públicos e na ditadura de horários imposta pelas emissoras de TV, três propostas querem determinar um horário máximo para o fim das partidas: uma delas fixa esse limite até as 21h00, outros dois, por volta das 23h00.

É o caso do PL 6871/10, que estabelece o horário das 23h15 como prazo máximo para o término de jogos de futebol realizados em estádios.

Atualmente, algumas partidas de campeonatos regionais e do Brasileirão começam às 21h50 e terminam às 23h35, se não houver atraso nem prorrogação.

Pelo o projeto de lei, o descumprimento desse horário implicaria uma multa de R$ 100 mil para os organizadores do evento e na interrupção imediata da partida.

De acordo com a Folha de S. Paulo, por Keila Jimenez, as emissoras de TV que transmitem os jogos são as grandes opositoras ao projeto, que acabaria mexendo na grade de programação. No caso da TV Globo, a mudança de horário das partidas atingiria diretamente a novela das 21h00.

A proposta tramita em caráter conclusivo na Câmara.


Aposta nas melhores casas de apostas do dia 23 de Julho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Câmara Federal analisa projetos que fixam horário para o futebol; emissoras são contra