Nota do SINDICOM é criticada por presidentes da FGF e ACEEG

Atualizado :

No final do mês de janeiro, o Sindicato dos Trabalhadores em Comunicação nos Estados de Goiás e Tocantins (SINDICOM) soltou nota de repúdio às condições de trabalho para os radialistas nos estádios envolvidos na disputa do Campeonato Goiano de Futebol. O texto assinado pelo presidente da instituição, Miguel Novaes Filho, criticava a Federação Goiana de Futebol (FGF) e a conivência da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de Goiás (ACEEG) e prometia tomar providências legais, caso não houvesse melhoras.

Em seguida, a FGF, respondeu o documento com uma nota em seu site oficial. A entidade criticou a postura do SINDICOM e garantiu que tomava providência em todas as reclamações encaminhadas pelos cronistas esportivos. Porém, segundo o Portal 730, nesta quarta-feira (8) o presidente da FGF, André Pitta, voltou a se pronunciar sobre o assunto. De acordo com o dirigente, a nota de repúdio do SINDICOM foi descabida. André ressalta que a FGF não quis dizer que está tudo bem, mas que necessita da colaboração dos profissionais da imprensa para agir.

Já o presidente da ACEEG, Romes Xavier, foi mais duro com o presidente do SINDICOM. O dirigente acusou Miguel de oportunismo. Romes afirma conhecer 80% dos estádios de futebol do Brasil enquanto garante que o comandante do SINDICOM não conhece 5%. Para Romes, o Estádio Serra Dourada é um dos melhores locais para se transmitir jogos em todo o país. A dificuldade é somente em grandes jogos, quando equipes de outras cidades, que normalmente não transmitem jogos, aparecem para fazer as partidas.

Assim como o presidente da FGF, Romes pede que os cronistas esportivos encaminhem as reclamações para a ACEEG.

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 17 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Nota do SINDICOM é criticada por presidentes da FGF e ACEEG