João Palomino fala sobre cobertura dos Jogos Olímpicos dos canais Espn

Em entrevista ao Meio e Mensagem, o agora diretor de jornalismo dos canais Espn, João Palomino (foto) falou sobre alguns temas como a cobertura dos Jogos Olímpicos de Londres e a concorrência com a chegada do Fox Sports Brasil. Acompanha abaixo alguns trechos da conversa:

OLIMPIADA
Teremos três canais: Espn, Espn Brasil e Espn HD. Levaremos equipes da rádio e do site também. Teremos um programa inteiro feito de lá, fechando o dia. O ‘SportsCenter’ na Espn será exclusivo da Olimpíada – na Espn Brasil será um bloco dedicado. E, claro, o dia todo de transmissões. No IBC (International Broadcast Centre), há um espaço técnico porque lá é a distribuição dos sinais. No lado externo, na frente do Estádio Olímpico, teremos um estúdio e uma redação. De lá, faremos as transmissões e apresentaremos nosso programa tendo o estádio ao fundo. Nossa equipe, que terá cerca de 60 pessoas, estará em Londres dez dias antes da abertura. Mas antes faremos várias viagens técnicas e de cobertura jornalística. Em fevereiro, começamos a digitalização para termos a Espn Brasil HD (durante os Jogos, o canal repetirá a programação da Espn Brasil). Fizemos a Copa do Mundo passada em HD. E fizemos algumas transmissões em 3D. Em Londres, não temos nada até o momento. Transmitimos em 3D em cinema a Champions League e a final do US Open de Tênis em 2011. E neste ano tivemos Real Madrid e Barcelona também em 3D.

CONCORRÊNCIA
Da Fox Sports, o que eu sei é que tem colegas nossos lá. Posso dizer que é bom que o mercado se aqueça. Que haja concorrência salutar. Ela nos obriga a uma atenção ainda maior. A concorrência sempre existiu para a gente: Sportv, BandSports, Esporte Interativo. E há agora com a Fox Sports, que chega forte. Espero que ela tenha um trabalho consistente. Tenho grandes amigos que foram para lá. É preciso respeitar a concorrência e fazer o seu trabalho dentro de casa. Não tenho como opinar se a escolha deles é certa. Mas sei que dentro da nossa filosofia não vamos gastar o que não temos. Não vamos inflacionar o mercado por conta de entrarmos em briga. Nós temos e eles também têm o Campeonato Inglês (futebol) para a temporada 2012/2013. Nós temos o Campeonato Italiano só para esta temporada. A seguinte é deles. Eles vão fazer o trabalho deles e nós vamos usar o que temos de mais importante. Nos grandes eventos vamos com tudo que podermos usar de força. Nos eventos que consideramos importantes, vamos dedicar todo o esforço possível. A gente precisa fazer a nossa parte, como acontece em qualquer decisão de campeonato. Não adianta monitorar a concorrência se você não trabalha em casa. Haverá momentos em que podemos elogiar um ao outro. Ou que podemos criticar um ao outro. Mas acima de tudo acredito no que temos de mais importante, que é a nossa equipe. E no nosso portfólio até 2016. Acho que há público para tanto canal esportivo. Porque tem evento para tudo isso.

PIADINHAS
Temos profissionais na Espn que são mais soltos. Acho que tem muita informação no jornalismo esportivo. Tenho uma crítica pessoal. Acho jornalista, às vezes, muito presunçoso. Uma piada contada duas vezes não tem graça. Se o jornalista tiver informação, se fizer um comentário, se debater um tema, isso é muito mais legal do que tratar o tema de forma jocosa. Não dá para ser engraçado todo o tempo, mas dá para ser informativo. Dá para fazer coisas bacanas. Não é uma crítica direta a ninguém. Há momento para fazer graça e há momentos em que a notícia é séria. O problema está na presunção de que tudo pode ser engraçado, jocoso. Eu não vejo assim. No ‘Linha de Passe’, temos situações que vão de um extremo a outro. Quando o assunto é muito sério, até muda a fisionomia das pessoas. O mesmo acontece quando há algo muito engraçado. Se naquele momento, a gente precisa botar um ponto e vírgula e mudar de assunto, será feito na maior tranquilidade. São jornalistas muito experientes. Nós pinçamos os assuntos para atender o fã de esporte, de um jeito natural. Se um dia quisermos fazer um programa com temas escolhidos só porque eles vão chamar mais atenção, isso não conseguiríamos.

AUDIÊNCIA
Nosso principal público é o de 18 a 35 anos. Mas quando mudei para o apartamento onde vivo hoje, eu pegava o elevador e nenhum cara da minha idade me reconhecia. Mas a molecada toda sabia. Eles gostam para caramba da Espn. Aí, os pais perguntavam quem eu era. A juventude de hoje nos ajudará a consolidar a audiência no futuro.

TV Fechada

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 27 de Setembro 2023

Novibet Sport

Bônus

R$ 300+ 30 Rodadas Grátis

888 Sport

Bônus

R$ 200

Legend Play Sports

Bônus

R$ 1.750

Royalistplay Sports

Bônus

R$ 500

Leovegas Sport

Bônus

R$ 150
Deixe um comentário

Você está aqui: Início > João Palomino fala sobre cobertura dos Jogos Olímpicos dos canais Espn