Equipe de Jornal é impedida de acompanhar treino do Londrina

Henrique Neves

Atualizado :

A equipe de reportagem do Jornal de Londrina foi impedida de adentrar o Estádio do Café para acompanhar o treino do Londrina na tarde da última sexta-feira. O repórter Marcos César Gouvea e o repórter fotográfico que o acompanhava foram barrados no portão de acesso ao campo por seguranças particulares contratados pela SM Sports, empresa do gestor do clube, Sérgio Malucelli. Os demais profissionais de imprensa presentes no estádio entraram normalmente.

Segundo a publicação, desde meados de janeiro o jornal está proibido por Malucelli de entrar no CT da SM Sports por causa de um post publicado no blog Extracampo, do jornalista e editor de esportes Diego Prazeres. A novidade foi a extensão do veto também para atividades realizadas no Estádio do Café, que é de propriedade do município.

De acordo com o advogado do Sindicato dos Jornalistas de Londrina, Jorge Aidar, o gestor não pode impedir a entrada de repórteres ao Café, uma vez que o espaço é público. “A menos que seja um treino secreto, ele não pode barrar um veículo.”
O presidente da Associação dos Cronistas Esportivos do Paraná (ACEP-PR), Isaías de Bessa, se mostrou indignado com o veto ao jornal – “não poderiam ter feito isso” –, uma vez que o JL é filiado à ACEP e o repórter portava a carteirinha.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas de Londrina, Ayoub Hanna Ayoub, repudiou o veto e disse que a atitude da SM Sports, por meio de seu gestor, representa censura. “E censura é crime previsto na Constituição”, disse. “O Londrina não é um assunto privado, é um time de caráter público. Prova disso é que houve toda uma mobilização da sociedade e da Justiça do Trabalho para salvá-lo da insolvência. E se há interesse público no noticiário, a imprensa tem que ter liberdade para cobrir”, afirmou.

O presidente da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), Claudemir Vilalta, explicou que, apesar do Estádio do Café ser um espaço público, ele foi locado para a SM Sports para a realização de um jogo. “No contrato de uso, cedemos o estádio para o jogo, e isso inclui um treino. Neste momento o estádio está alugado, e o gerenciamento, quem pode entrar, quem não pode entrar, fica a cargo da SM Sports. Nós não podemos fazer nada.”

Aposta nas melhores casas de apostas do dia 21 de Junho 2024

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Sem categoria > Equipe de Jornal é impedida de acompanhar treino do Londrina