Barrado no baile: Porque é que Ibrahimovic não pode entrar no vestiário do AC Milan

Zlatan Ibrahimovic enfrenta desafios em sua nova função como conselheiro do AC Milan, devido a restrições impostas pelo fundo americano Elliott, que controla o clube. Apesar do entusiasmo do proprietário e do diretor executivo, os regulamentos impedem o sueco de interagir com o treinador e jogadores durante os jogos. Enquanto busca contribuir ativamente nas operações esportivas e comerciais, Ibrahimovic ainda não demonstrou plenamente suas habilidades elogiadas. Além disso, destaca-se sua recente aposentadoria aos 41 anos, celebrada em uma emocionante despedida após o jogo contra o Hellas Verona.

Zlatan Ibrahimovic encontra dificuldades para desempenhar sua nova função no AC Milan. O sueco retornou ao clube e assumiu o cargo de conselheiro do time na semana passada; no entanto, ele não teria conseguido cumprir suas responsabilidades conforme planejado.

Conforme noticiado pelo jornal “La Repubblica”, os regulamentos do fundo americano Elliott, propriedade da família Singer, não permitem que Ibrahimovic fale com o treinador Stefano Pioli nem com os jogadores durante os jogos. Isso ocorre porque a empresa que controla o clube ainda não incluiu a figura do sueco no organograma da corporação.

Segundo o acordo alcançado com o ex-jogador de futebol, Ibrahimovic teria “um papel ativo nas operações esportivas e comerciais do clube”, além de ter voz ativa no vestiário para atuar como conselheiro durante os jogos.

Admiração pelo atleta

Tanto o proprietário do clube quanto o diretor executivo do Milan expressaram sua admiração pelo ex-jogador e seu entusiasmo por seu retorno ao clube. No entanto, ele ainda não foi capaz de demonstrar esse “elevado intelecto” e “espírito empreendedor” que foram elogiados na época de seu contrato.

Recordando que o Zlatan jogou no Milan entre 2010 e 2012 e entre 2019 e 2021. Agora, tem a oportunidade de se juntar ao time pela terceira vez.

Atualmente, o Milan está em terceiro lugar na Serie A com 32 pontos em 20 jogos vencidos, dois empatados e quatro perdidos, e tem como objetivo alcançar o topo na segunda metade da campanha. Os últimos jogos da temporada são contra o Salernitana, na 17ª rodada, e contra o Sassuolo, na 18ª rodada, em 22 e 30 de dezembro, respectivamente.

 

A reforma de Zlatan Ibrahimovic

Ibrahimovic pendurou as chuteiras em junho deste ano aos 41 anos de idade. Despediu-se do futebol no último dia da temporada 2022-23, no jogo Milan vs Hellas Verona, que terminou 3-1 a favor dos vermelhos e brancos.

Após o jogo, o sueco pegou no microfone para dizer algumas palavras e não conseguiu conter as lágrimas.

“Chegou a hora de dizer adeus ao futebol, não a vocês. Receberam-me de braços abertos, serei milanista para o resto da minha vida”, disse o jogador.

O ex-atacante recebeu uma homenagem do clube. Segundo o La Vanguardia, seus companheiros de equipe “vestiram-se para a ocasião com uma camiseta com seu nome e fizeram uma procissão em San Siro para vê-lo partir com honras”.

O sueco, por sua vez, encerrou seu discurso com um agradecimento especial:

“A primeira vez que estive em Milão deram-me alegria, a segunda vez deram-me amor. Agradeço à minha família pela paciência, depois à segunda família, os jogadores, o treinador e sua equipe. Agradeço também à direção pela oportunidade que me deram. Agradeço também aos torcedores, do fundo do coração, que me receberam de braços abertos. Serei um torcedor do Milan para toda a vida”, acrescentou.

Antes e depois de jogar no Milan, Ibrahimovic atuou em várias outras equipes:

  • LA Galaxy: chegou em uma transferência gratuita em março de 2018 e ficou até janeiro de 2020. Disputou 58 jogos e marcou 53 gols.
  • Manchester United: também chegou em uma transferência gratuita em junho de 2016. Ficou duas temporadas e, no total, jogou 53 vezes e marcou 29 gols.
  • Paris Saint Germain: jogou entre 2012 e 2016. Participou de 180 jogos e marcou 156 gols.
  • Depois, teve sua primeira passagem pelo Milan, entre 2010 e 2012. Disputou 85 jogos e marcou 65 gols.
  • Barcelona: foi jogador dos Culés na temporada 2009-2010, disputou 46 jogos e marcou 22 gols.
  • Inter: entre 2006 e 2009, jogou 111 partidas e marcou 63 gols.
  • Juventus: jogou na Juve de 2004 a 2006 e participou de aproximadamente 44 jogos, marcando 10 gols. Suas primeiras equipes foram o Malmo FF (1999-2001) e o Ajax (2001-2005).

 

 

Acompanhe notícias do esporte no X (antigo Twitter):

Siga @esporteemidiabr no Instagram e Twitter e tenha acesso às nossas novidades através das redes sociais.

notícias

Deixe um comentário

Você está aqui: Início > Futebol > Futebol Europeu > Itália > Serie A Itália > Barrado no baile: Porque é que Ibrahimovic não pode entrar no vestiário do AC Milan